Corinthians reclama e Conmebol aumenta prêmios da Libertadores; veja os valores

Foto: Divulgação / site oficial da Conmebol

Recentemente, o superintendente de futebol do Corinthians, Andrés Sanchez, criticou os valores pagos pela Conmebol aos times que disputarão a Libertadores da América ano que vem. Andréz cogitou tirar o Timão da competição caso a entidade não aumentasse as cotas para 2016. Segundo o UOL, após a reclamação, a Conmebol reajustou em 40% as cotas para o campeonato do próximo ano.

LEIA MAIS:
Corinthians ultrapassa o Inter e termina o ano como líder em sócios no país
Oficial! Marlone é o novo reforço do Corinthians

Agora, quem faturar o título da Libertadores irá receber US$ 3 milhões, e o vice, US$ 1,5 milhão. Mas a soma de todos os valores ganhos pelas partidas de todas as fases pode render até US$ 7,3 milhões para o campeão, cerca de R$ 30 milhões. O valor pode chegar a US$ 7,7 milhões, caso o vencedor jogue a primeira fase do torneio.

Veja o que Hugo Figueredo, diretor de competições da Conmebol, disse durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (21), no Paraguai:

Soubemos das reclamações do Corinthians. Não coincidem com o que pagamos no ano passado. O Comitê Executivo aprovou para os prêmios, 40% de aumento em relação a 2015. Serão US$ 450 mil por partida.

Anteriormente, o clubes recebiam US$ 300 mil por partida. O presidente da Conmebol, Wilmar Valdez, comentou:

Estamos tentando aumentar os contratos para aumentar os prêmios para os outros anos.

As equipes que disputarem a primeira fase receberão US$ 400 mil. Já os times que jogarem as oitavas de final ganharão US$ 750 mil por partida. US$ 950 mil será pago, por jogo, para quem avançar às quartas de final. Quem chegar às semifinais receberá US$ 1,25 milhão por partida.

 

Foto: Reprodução / site oficial da Conmebol



Estudante de Jornalismo da Universidade São Judas. Comecei o ensino superior fazendo exatas, mas apanhei mais que o Brasil contra a Alemanha na Copa de 2014, todo dia era um 7x1 diferente. Então decidi fazer o que eu amo mesmo. Não nasci chorando.