Presidente do São Paulo apoia Andrés contra a Conmebol: “O que pagam não é satisfatório”

Cicinho
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Nos últimos dias, Andrés Sanchez ameaçou nas entrevistas que o Corinthians poderia não jogar a Libertadores pela Conmebol não pagar um preço justo por jogar a competição, e o dirigente ganhou um aliado forte nessa briga: Leco, presidente do São Paulo. Em entrevista ao “Esporte em Discussão”, da Rádio Jovem Pan, o mandatário são-paulino apoiou a atitude do corintiano.

LEIA MAIS
Dirigente do Corinthians ameaça não participar da Libertadores

“O que a Conmebol paga para as equipes não é satisfatório. Então é positivo isso que o Andrés faz. O SPFC certamente se aproveitará disso e espero que ele consiga (risos). Não é blefe, é uma justa pretensão!”, afirmou Leco.

Essa não é a primeira vez que Andrés Sanchez mostra repúdio por causa da baixa cota financeira que que são pagas pela Conmebol. Há dois anos, o dirigente já havia manifestado sua insatisfação e na última semana voltou a mostrar indignação, onde quer que os clubes recebam mais verba para expor os patrocinadores da entidade em seus estádios, já que não podem colocar propagandas dos patrocínios master das equipes.

Na campanha “Sangue Corintiano”, na Arena Corinthians, Andrés afirmou que terá uma conversa nesta terça-feira no Paraguai, dia que terá o sorteio dos grupos da Libertadores, e que se não aumentar o Corinthians não entrará em campo.

“Vamos para o Paraguai na terça-feira, e se não aumentar, a gente não disputa não. Entendemos que é ridículo receber mais no Paulista, na Copa do Brasil e no Brasileiro do que na Libertadores”.

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.