UFC: McGregor pode enfrentar Dos Anjos em abril

Crédito da foto: Reprodução/ Instagram oficial de Conor McGregor

O irlandês campeão peso pena do UFC, Conor McGregor, poderá subir ao octógono para encarar o brasileiro Rafael dos Anjos na disputa pelo título dos leves em 2016. Foi isso que John Kavanagh, treinador de McGregor, revelou em sua publicação no jornal The42. John escreve que a luta poderá acontecer em abril, mesmo Conor dizendo que só definirá seus novos projetos depois do fim do ano.

LEIA MAIS:
Após vitória no UFC Orlando, Dos Anjos avisa McGregor: “Melhor ficar longe, é minha divisão”
Aldo pede revanche com McGregor: “vou mostrar que sou o campeão”

Na sexta-feira (18), antes da luta entre Rafael dos Anjos e Donald Cerrone, o treinador do irlandês publicou:

O que vem agora para Conor? O cinturão dos leves. Nós vamos tirar um tempo disso de bater 68,5kg, mesmo que o último corte tenha sido o mais fácil até aqui, de longe.

John também disse:

Independentemente de quem vença, recebemos luz verde para lutar contra o vencedor.

No UFC Fight Night Orlando que aconteceu no último sábado, na Flórida (EUA), Dos Anjos nocauteou o “Cowboy” Cerrone ainda no primeiro round. Após a vitória, o vencedor provocou McGregor:

Se ele quiser subir à minha divisão, e eu acho que não é a melhor escolha, estarei aqui para recepcioná-lo.

O UFC viu Conor no octógono pela primeira vez em abril de 2013, e sua carreira meteórica se deve muito ao seu alto valor comercial. O irlândes venceu o brasileiro José Aldo quando disputou pela primeira vez um cinturão regular na organização, em 12 de dezembro. Pelo Twitter, McGregor falou com bom humor sobre os desafios:

Coloquem-os em fila, de joelhos e com as mãos juntas. Eu quero que eles me implorem pelo combate.

 

Foto: Reprodução / Instagram oficial de Conor McGregor



Estudante de Jornalismo da Universidade São Judas. Comecei o ensino superior fazendo exatas, mas apanhei mais que o Brasil contra a Alemanha na Copa de 2014, todo dia era um 7x1 diferente. Então decidi fazer o que eu amo mesmo. Não nasci chorando.