Mercado da Bola 2016: veja opções para o Atlético-MG tentar reforçar as laterais

O Atlético-MG já deu seu pontapé inicial para a temporada 2016 e está no mercado para reforçar o elenco. Um dos setores que o clube pretende buscar novos jogadores para completar o plantel e a lateral. Não que o Galo precise de titulares, já que Marcos Rocha e Douglas Santos são absolutos, mas para a reserva deles o time necessita de opções.

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade de TV. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e editor no Torcedores.com. Apresenta o Lente Esportiva ABC em lives no Facebook e Youtube.

Crédito: Atlético-MG - Libertadores (2013), Recopa (2014), Copa do Brasil (2014), Mineiro (2007,2010,2012,2013,2015) = 8 títulos= 17 pontos

LEIA MAIS
Atlético-MG: goleiro campeão brasileiro de 1971 morre nesta terça em BH
Atlético-MG: Jemerson e Douglas Santos ganham o Troféu Mesa Redonda; assista
Atlético-MG leva dez prêmios no Troféu Guará e domina seleção mineira com sete jogadores
Confira como ficou a artilharia final do Atlético-MG em 2015
Mercado da Bola 2016: Atlético-MG está interessado em destaque do Independiente

O Torcedores.com listou quatro jogadores que poderiam se encaixar como alternativas para o técnico Diego Aguirre. O treinador não terá mais Emerson Conceição e Pedro Botelho, que não renovarão seus contratos com o time alvinegro. Veja:

Galhardo – seu empréstimo ao Grêmio terminou e o clube gaúcho enfrenta dificuldades para segurá-lo em Porto Alegre. Valorizado, ele deve voltar ao Santos, mas se o Galo não for atrás será que não conseguiria o contratar? Seria uma ótima “sombra” a Marcos Rocha. Lembrando que Patric já atua fora da lateral e um novo atleta no setor o “libertaria” da posição.

Chiquinho – Não obteve uma grande passagem no Santos, mas para a reserva de Douglas Santos talvez seja uma opção interessante. Ele combina com o estilo ofensivo do Atlético-MG.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Nino Paraíba – Um dos destaques do Avaí, tanto no apoio ao ataque (como o jogador que mais cruzou bolas na área adversária no Brasileirão e um dos principais dribladores) como na defesa (como um dos maiores roubadores de bola), ele também caberia no perfil de “sombra” para Marcos Rocha e poderia se desenvolver ainda mais no time mineiro. Obteve boas passagens no Vitória e Avaí, apesar dos dois rebaixamentos.

Thiago Carleto – Foi peça importante no título do Botafogo na Série B e tem um aproveitamento bastante eficiente nas bolas paradas, principalmente pela força do seu chute. Como opção para o segundo tempo, não é uma má ideia tê-lo no elenco. Retornou ao São Paulo e dificilmente permanecerá no Morumbi.

Crédito da foto: Divulgação/Puma