Mercado da bola: Paulo Nobre afirma que Palmeiras vai buscar “outros Évertons”

Crédito da foto: Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

O Palmeiras foi o principal time brasileiro no mercado da bola na temporada 2015 e deverá sê-lo também no ano que vem. Contando com recursos financeiros fortes advindo do seu estádio, Allianz Parque, dos patrocinadores e também do programa Sócio – Torcedor, o clube conseguiu trazer inúmeros reforços para este vitorioso ano e pode repetir a fórmula ano que vem.

LEIA MAIS:
Fox Sports vence ESPN e Sportv ao exibir despedida de Rogério Ceni
Barcelona é o clube que mais ganhou títulos internacionais; veja o ranking
Torcedor recebe R$ 30 mil por apostar na liderança do Leicester
Galvão Bueno vai narrar a final do Mundial; relembre narrações marcantes
Del Nero deu R$ 1,3 milhão de presente para ex-namoradas, diz CPI

No entanto, se engana quem pensa que isso será feito de qualquer jeito ou mesmo que o clube abrirá seu cofres para alcançar tal finalidade. Segundo o presidente Paulo Nobre, o Palmeiras não pode fazer loucuras financeiras agora para se reforçar:

“Tem jogador bom que você pode trazer, valorizar e vender. O Éverton Ribeiro até o Cruzeiro não era tão valorizado e hoje é o que é. Temos de buscar outros Évertons pelo Brasil, para dar resultado esportivo, e para que a gente consiga fazer dinheiro, também”, disse o mandatário ao Lancenet!.

Segundo o cartola, o fato de o patrocinador master, a Crefisa, poder ajudar nas contratações, não significa que isso vá ocorrer. O clube precisa ter independência:

“Pode acontecer de o patrocinador ajudar? Pode. Mas você não pode contar com isso. Eles já pagam religiosamente em dia o melhor patrocínio do Brasil hoje e o melhor da história centenária do Palmeiras. Esperar isto deles não acho nem certo. O Palmeiras tem que ser forte em todos os anos. E para ser forte em todos os anos, precisa andar com as suas próprias pernas”, disse o dirigente.

Foto: cesar greco / palmeiras / divulgacao