Noruega bate Holanda na final do Mundial de handebol feminino

Crédito da foto: Getty Images

Parecia que seria uma partida acirrada do Mundial de handebol, como foram os jogos das semifinais entre Holanda e Polônia e, principalmente, entre Noruega e Romênia. E a equipe laranja até que começou ofensiva, marcando o primeiro tento do jogo e segurando esse resultado por um tempo. Mas quando a Noruega foi para cima, não teve jeito.

LEIA MAIS:
Duda recebe o prêmio de melhor do mundo, mas afirma: “preferia estar em quadra agora”

Não bastassem os erros sucessivos dos ataques holandeses e as contínuas defesas da goleira norueguesa Grimsbo, também houve os passes incríveis da habilidosa Mork e os gols da pivô Loke – com a capacidade de pegar a bola com uma das mãos, trocar e arremessar com a outra. Fez diversos gols assim, enfiada na defesa holandesa. No final do primeiro tempo, o resultado já era de 20 a 9 para as nórdicas.

Polman e Snelder, as melhores jogadoras holandesas na partida, até que tentaram reverter a situação no segundo tempo, mas é claro que um placar parcial como esse tem um efeito psicológico devastador. Resultado: 31 a 23 para as avassaladoras norueguesas, que levaram assim seu terceiro título mundial na categoria.

Crédito da foto: Getty Images



Redator, professor e compositor. Tive a honra de começar minha jornada no Departamento de Telejornalismo da Bandeirantes, junto a Mauro Beting. Fã dos esportes em equipe, sou um devoto dos torneios internacionais. Acredito que o futebol, como qualquer paixão, tem que ser vivido no coração e na mente. Sem excessos e com bom senso.