Opinião: Já conhecemos os 38 candidatos da Libertadores 2016

Quando você achava que o futebol estaria em férias, parado após a decisão do Mundial de Clubes e que só na Europa teríamos movimentação, vem a Conmebol agitar a América do Sul com o sorteio dos grupos e fase preliminar da Copa Libertadores de América nesta terça-feira (22), às 22h com transmissão dos canais por assinatura Sportv e Fox Sports.

Neste ano, não teremos na hora que as bolas revelarem a composição dos grupos aquelas famigeradas plaquinhas de ‘Peru 3’ ou ‘México 3’, já que todos os 38 times da competição para 2016 são conhecidos.

Racing e Huracán (ARG), Oriente Petrolero (BOL), São Paulo (BRA), Universidad de Chile (CHI), Independiente Santa Fé (COL), Independiente del Valle (EQU), Puebla (MEX), Guarani (PAR), Universidad Cesar Vallejo (PER), River Plate (URU) e Caracas (VEN) farão os jogos eliminatórios que definirão seis classificados, que se juntarão aos 26 que tiveram classificação automática para a fase de grupos e aqui já começa a preocupação são paulina.

Em tese, há pelo menos três adversários que a torcida tricolor tem que torcer para não encontrar pelo caminho se quiser chegar na fase de grupos, os argentinos Racing e Huracán, os chilenos da Universidad de Chile e os colombianos do Independiente Santa Fé. O Racing tem camisa, torcida e tradição e a “Academia” nunca é um dos times mais fáceis de se ter como adversário. A Universidad de Chile não tem mais o mesmo futebol vistoso dos tempos de Jorge Sampaoli, mas sempre complica a vida de adversários em seus domínios e o Santa Fé vem embalado com a conquista da Copa Sul Americana. Outro time que pode atrapalhar as aspirações do Tricolor é o Guarani, do Paraguai, que se estiver com o mesmo espírito mostrado na arena em Itaquera contra o Corinthians, pode deixar times de camisa pelo caminho.

Quanto aos times que vão para a fase de grupos de forma direta, ainda dependemos de saber a composição de grupos e reforços que virão, mas aponto como candidatos a taça ao menos três times, River e Boca pela Argentina e Corinthians pelo Brasil. Os demais não citei pelo fato de ainda não saber quais elencos terão e minha aposta nestas equipes hoje como campeãs de deve a estes fatores:

River Plate: é o atual campeão e quer buscar o bicampeonato. Pode não ter toda a base campeã do ano passado, mas é um osso duro de roer em se tratando de América do Sul.

Boca Juniors: Este time, por pior fase que esteja, jamais deve ser subestimado. Ele vem com a credencial de campeão argentino e da Copa da Argentina. Além disso, sua história em Libertadores mostra que vende muito caro derrotas de qualquer tipo. Além disso, vem de conquistas recentes, o que reforça seu moral.

Corinthians: Até agora, o alvinegro só perdeu Jadson, que era titular do time campeão brasileiro de 2015 e se tem uma coisa que Tite é mestre, é repor elenco. Ele já perdeu diversos jogadores e sempre encontrou soluções que faziam o time não perder o ritmo ou até jogar melhor que antes. Além disso, hoje em dia no futebol brasileiro poucos conseguem derrubar o alvinegro.

Outras apostas que, dependendo dos investimentos que virem a ser feitos e que não trato como zebras, mas como possíveis candidatos a algo marcante, como uma vaga entre os oito finalistas são Palmeiras, Atlético-MG e Grêmio (BRA), Peñarol e Nacional (URU), San Lorenzo (ARG) e Olímpia (PAR).

Veja todos os times classificados

Argentina
River Plate (atual campeão da Libertadores)
Boca Juniors (campeão do Torneio Argentino 2015)
San Lorenzo (Vice-campeão do Torneio Argentino)
Rosario Central (Vice-campeão da Copa Argentina 2014–15 – o Boca foi campeão)
Racing (Campeão da Liguilla pré-libertadores)*
Huracán (Melhor argentino colocado na Copa Sul-Americana 2015)*

Bolívia
Bolívar (campeão do Torneio Apertura 2014/15 e Clausura 2014/15)
The Strongest (Vice-campeão do Torneio Clausura 2014/15)
Oriente Petrolero (terceiro colocado do Torneio Clausura 2014/15)*

Brasil
Corinthians (campeão brasileiro de 2015)
Palmeiras (campeão da Copa do Brasil)
Atlético-MG (vice-campeão do Campeonato Brasileiro)
Grêmio (terceiro colocado do Campeonato Brasileiro)
São Paulo (quarto colocado do Campeonato Brasileiro)*

Chile
Cobresal (campeão do Torneio Clausura 2015)
Colo-Colo (campeão do Torneio Apertura 2015)
Universidad de Chile (campeão da Copa do Chile 2015)*

Colômbia
Deportivo Cali (campeão do Torneio Apertura 2015)
Atlético Nacional (campeão do Torneio Finalización 2015)
Independiente Santa Fé (campeão da Copa Sul-Americana de 2015)*

Equador
Emelec (campeão do Campeonato Equatoriano 2015)
LDU (vice-campeão do Campeonato Equatoriano 2015)
Independiente del Valle (terceiro colocado do Campeonato Equatoriano)*

México
Pumas (melhor da fase classificatória do Campeonato Mexicano)
Toluca (segundo melhor colocado)
Puebla (campeão da Supercopa mexicana)*

Paraguai
Cerro Porteño (campeão do Apertura 2015)
Olimpia (campeão do Clausura 2015)
Guaraní (Melhor pontuação na temporada 2015)*

Peru
Melgar (campeão do Campeonato Peruano 2015)
Sporting Cristal (Vice-campeão do Campeonato Peruano 2015)
Universidad César Vallejo (vencedor do playoff por vaga na Libertadores)*

Uruguai
Nacional (campeão do Campeonato Uruguaio)
Peñarol (vice-campeão do Campeonato Uruguaio)
River Plate (melhor pontuação do Campeonato Uruguaio 2014/2015)*

Venezuela
Deportivo Táchira (campeão do Campeonato Venezuelano 2014/15)
Trujillanos (vice-campeão do Campeonato Venezuelano 2014/15)
Caracas (melhor pontuação na temporada 2014/15)*

*times que jogam a fase pré-grupos