Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Opinião: Quarto lugar do São Paulo mostra o baixo nível do Brasileirão

O Corinthians foi disparado a melhor e mais regular equipe da competição. Apesar das confusões da arbitragem, o time e técnico Tite sobraram na terra dos cegos. Com equipes medianas Atlético e Grêmio nunca colocaram medo na equipe paulista. O quarto lugar do São Paulo mostra o baixíssimo nível do campeonato nacional.

Sylvio de Campos
Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.

LEIA MAIS:
Vídeo: Torcida do Corinthians faz mosaico 3D em homenagem a Tite
Brasileirão: confira a classificação atualizada após a rodada 38
Brasileirão: veja quais são os 20 times que jogarão a Série A em 2016

O Timão conseguiu equilibrar a equipe mesmo perdendo os dois atacantes, e com grande atuação do meio de campo e defesa garantiu o Hexa. O técnico Tite esta tão a frente dos outros treinadores, que apesar das eliminações, com muito trabalho e silêncio levou o título com tranquilidade.

Na verdade, a competição contra o time de Itaquera era fraca. Muito fraca. Desculpe Corinthians, mas o quarto lugar do São Paulo mostra o baixo nível do Brasileirão. Lembrando que apesar do bom futebol, o Timão foi eliminado em casa no Paulistão, Libertadores e Copa do Brasil.

O Atlético, único time que fez sombra no Brasileirão foi muito irregular e perdeu os dois jogos para o campeão. Jogou bem no Itaquerão, mas perdeu muitas oportunidades de gol. Com os erros de arbitragem contra, foi perdendo ânimo e força. Em casa na ‘decisão’ tomou um baile.

O Grêmio se acomodou com o terceiro lugar e só ameaçou o vice do Galo nas últimas rodadas. Belo trabalho do técnico Roger, jovem promissor e elogiado por todos. O time do Sul conseguiu perder os dois jogos para o tricolor paulista.

Esse o caso mais curioso e talvez espelho do campeonato, São Paulo. Mesmo com várias trocas de técnicos (4), perda de 8 jogadores, briga na presidência, torcida desacreditada e jogadores sonolentos e sem vontade, o tricolor garantiu a presença na Libertadores.

Com Osorio melhorou no campo, mas não no desempenho, perdendo partidas que o time claramente dominava e jogava melhor. Contra o Grêmio estranhamente venceu as duas com sobras. Contra o Galo, apesar de jogar melhor no Mineirão levou três gols em dia inspirado e de sorte do argentino Pratto. Em casa fez quatro gols e venceu a partida. Contra o Corinthians foi bem melhor na primeira partida, empatando, porém com aquele famoso pênalti não marcado do Wendel defendendo a bola que ia em direção ao gol. Se faria o gol ou não, nunca saberemos, porém teria a chance. E o já famoso 6×1, com ambos times reservas ( Rogério Ceni, Breno, Luis Eduardo, Matheus Reis, Ganso , Pato e Luis Fabiano estavam fora), um time entrou com vontade e o outro não. Também teve a goleada histórica que levou do Palmeiras e baile do Santos na Vila, e mesmo assim terminou bem na frente destas equipes vencendo o Santos no Morumbi e empatando com Palmeiras no último minuto em falha do mito Rogério Ceni, que se despede machucado.

Porque espelho do campeonato? Porquê todos os times fora o Corinthians trocaram de técnicos, alguns como o São Paulo mais de uma vez. E se dizem que o campeonato brasileiro é nivelado, esta claramente que por baixo. E apesar de tudo o tricolor paulista conseguiu ser o quarto colocado e garantir uma vaga na Libertadores.

Parabéns Corinthians, em terra de cego quem tem um olho é rei.

 

foto: instagram/saopaulofc

As melhores notícias de esportes, direto para você