Retrospectiva Santos: O renascimento de Ricardo Oliveira

Ricardo Saibun / Santos FC

Ricardo Oliveira, que terminou 2014 sem clube, finalizou esse ano como o melhor camisa 9 do futebol brasileiro. Vamos fazer uma retrospectiva do ano do artilheiro do ano no Brasil.

LEIA MAIS:
Veja 28 motivos que comprovam que o Santos é o maior clube do Brasil

Ricardo Oliveira deixou no fim de 2014 o futebol dos Emirados Árabes, onde atuou por sete temporadas, somando suas passagens por Al Jazira e Al Wasl. Nos Emirados, o jogador em 118 jogos fez 85 gols nos dois clubes.

Mas o nível fraco do futebol por lá, além dos seus 34 anos, pesaram contra ele, e poucos clubes do Brasil demonstraram interesse no jogador.

O Santos, em crise financeira, tinhas dúvidas se valia apena apostar na contratação do jogador, mas resolveu arriscar oferecendo um contrato de apenas quatro meses até o fim do Paulistão, com um salário de apenas de R$ 50 mil mensais. Ricardo Oliveira apostou no seu futebol e aceitou a proposta do clube.

E ele mostrou que valeu e muito o Santos apostar em seu futebol. Ricardo Oliveira começou como reserva no Campeonato Paulista, mas logo virou titular e se tornou o artilheiro da competição. Ainda foi consagrado como craque do Paulistão, e ajudou muito o Santos com o título desse ano.

Com a valorização que teve, merecidamente teve seu contrato renovado até o fim de 2017, com um aumento salarial. Veio o Campeonato Brasileiro e não parou de fazer gols, apesar do início ruim do Peixe.

Terminou artilheiro do Campeonato Brasileiro com 20 gols, e aclamado pela imprensa e torcedores para ser convocado para a Seleção Brasileira. E a convocação para o Brasil chegou com muitos méritos.

E terminou o ano como principal artilheiro do ano com 37 gols, com uma super valorização e reconhecimento por todos, e sendo um dos líderes do elenco jovem do Santos, e se tornando um ídolo do torcedor do Peixe.

Sem dúvida nenhuma, o ano de 2015 de Ricardo Oliveira foi marcado, pela sua perseverança, em sempre acreditar no seu futebol, pela sua confiança em aceita um contrato de risco, e por tudo que ele fez na temporada. E se perguntarem a jornalistas e torcedores, todos vão dizer que 2015 foi ano do renascimento de Ricardo Oliveira.

Crédito da foto: Ricardo Saibun / Santos FC



Apaixonado pelo futebol que é a melhor invenção do homem, atualmente setorista do Santos e Futebol Feminino pelo Torcedores.com