Rodrigo Caetano: ‘Somente o pagamento da multa de US$ 20 milhões tira Guerrero do Flamengo’

Em entrevista para o Seleção SporTv, o diretor de futebol do Flamengo falou sobre o ano de Paolo Guerrero, principal contratação do clube em 2015. Rodrigo Caetano comentou ainda sobre o interesse do futebol chinês no atacante peruano, mas avisou que apenas o pagamento da multa tira o camisa 9 da Gávea.

Allan Abi Madi
Colunista do Torcedores.com.

Crédito: Gilvan de Souza/Flamengo

LEIA MAIS:
Diretor do Flamengo descarta Aranha e conta quais são as prioridades
Diretor do Fluminense fala sobre Jean, alvo de vários clubes
Chateado com indefinição, Maicon fala sobre renovação, Grêmio, Fla e São Paulo
Opinião: O dom de criticar e depreciar o que se tem

– Eu, particularmente, torço muito para que eles não cheguem na multa. Uma coisa que é fato é que ele só sai do Flamengo com o pagamento multa, que hoje é de US$ 20 milhões. Foi muito desgastante a vinda dele para cá. Foi muito difícil. Tivemos que convencer ele de que o Flamengo seria o melhor caminho para ele naquele momento. Ele entendeu, aceitou (…) Se temos um jogador de ponta, que foi duas vezes seguidas artilheiro da Copa América, passou 11 anos na Europa, em apenas dois clubes, não ficou pingando de clube em clube. Isso é um fato positivo. E ele está no Flamengo. Como executivo, não quero perdê-lo (…) O Flamengo vende, coloca esse dinheiro para dentro, vai adquirir quem, do nível dele, para essa posição? Mesmo com todo esse dinheiro? Não sei – disse o diretor de futebol do Fla.

Guerrero chegou ao Flamengo logo após ser artilheiro da Copa América e fez gols nas primeiras partidas pelo Rubro-negro, até contundir o tornozelo no confronto contra o Vasco na Copa do Brasil. Mas o rendimento do peruano caiu após voltar de contusão.

Rodrigo Caetano falou que a falta de estrutura para acelerar o tratamento de atletas pode ter influenciado na queda de rendimento do camisa 9, fato que será minimizado agora, pois o clube da Gávea está fazendo investimento em tecnologia e equipamentos. O assunto é tratado com urgência no Fla, que já iniciou a reformulação do centro de treinamento do Ninho do Urubu.

– Não é um atleta que, nesses seis meses de relação que tivemos, tenha o foco única e exclusivamente nesta questão financeira. Ele sente essa queda de rendimento. Falta de nossa parte estabelecer (não só a ele, a todos os demais atletas) condições, que vieram melhorando, mas não da forma como queríamos, para que atingissem uma performance ideal (…) Temos que fazer nosso mea-culpa. Já ficou definido entre toda a direção que o Flamengo vai investir no centro de treinamento, não apenas tijolo e cimento, mas nos referimos a investimento em tecnologia. Vai desde o monitoramento dos atletas, prevenção deles e principalmente recuperação. Essa irregularidade do Flamengo, se aposta ou cogita-se que seja somente na relação dos atletas, do técnico ou mesmo da direção, essa instabilidade. Mas em um campeonato de pontos corridos, que é uma maratona, você tem seus problemas de lesão, e não consegue ter a melhor prevenção possível, em algum momento vai faltar. O Flamengo bateu duas rodadas no G-4, mas não se manteve. Temos que assumir nossa parcela em fazer o investimento necessário.

O diretor deu mais detalhes sobre a reformulação que está ocorrendo no Ninho do Urubo, que inclusive já teve início desde o mês de novembro.

– Nós já visitamos tudo o que você possa imaginar. A gente já sabe o que tem que fazer. Já agora nesse período de dezembro adquirimos inúmeros equipamentos que viabilizem até o próprio Muricy. Tenho que sair em defesa dos técnicos que passaram pelo Flamengo, que não tiveram em mãos a melhor mensuração possível daquilo que podia ser feito. Já houve o investimento, estamos trabalhando muito nessa questão emergencial até o final de janeiro.

 

Veja também:
14 opções de zagueiros para seu time se reforçar em 2016.
Veja brasileiros que atuam na Europa e poderiam ser repatriados.
Veja boas opções de jogadores que ficam sem contrato ao fim de 2015.
11 opções de volantes para seu time se reforçar em 2016.

Foto: Divulgação

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @allanmadi