Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Rogério Ceni se pronuncia sobre ‘alfinetadas’ de Aidar sobre ele, mas evita polemizar

O ex-goleiro Rogério Ceni participou do lançamento de produtos sobre sua carreira em uma livraria na Capital, nesta segunda-feira (14), e foi questionado sobre as declarações polêmicas do ex-presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, ao jornal Diário de S.Paulo, no domingo (13).

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade de TV. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e editor no Torcedores.com. Apresenta o Lente Esportiva ABC em lives no Facebook e Youtube.

Crédito: Foto: Getty Images

LEIA MAIS
Não viu ainda? Assista aos gols do jogo de despedida do M1TO Rogério Ceni
Rogério Ceni sugere que São Paulo dê confiança a Denis assumir camisa 1

Entre as críticas, Aidar disse que Ceni impedia o surgimento de novas lideranças no time, além de ter afirmado que o M1TO não gostava do atacante Alexandre Pato por ter um alto salário no clube. Perguntado sobre isso, o agora ex-jogador evitou colocar “lenha na fogueira” e não quis polemizar ainda mais.

“Desejo que ele (Aidar) possa esclarecer todos os fatos (da sua gestão). Ele é uma pessoa que precisa de ajuda. É um momento depressivo. Fica até uma situação difícil. Eu sei. Estou parando (de jogar). É preciso a ajuda dos amigos”, declarou Rogério Ceni, que também citou sobre as “alfinetadas” que o ex-dirigente também deu a Juan Carlos Osorio.

“Não vou polemizar com ele. Ele era o presidente e se acha qualquer coisa desse tipo e não fez nada, se acha que tinha de mandar embora o (Juan Carlos) Osorio, que o Rodrigo Caio afinou… Foi isso que ele disse, não foi? As pessoas que estão próximas devem ajudá-lo nesse momento”, completou.

Crédito da foto: Getty Images

As melhores notícias de esportes, direto para você