Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Victor Ramos admite desentendimento com técnico do Palmeiras: “Nem para o banco eu queria ir”

Contratado por empréstimo de um ano, o zagueiro Victor Ramos é um dos atletas que não ficarão no Palmeiras, em 2016. Ele tem vínculo com o Monterrey, do México. Segundo o atleta, não houve interesse dele nem do time paulista para negociar sua permanência na temporada de 2016.

Marcel Thomé
Jornalista e assessor de imprensa

LEIA MAIS:

Palmeiras: Trio de reforços assina contrato

“Palmeiras procura atletas com emocional forte”, afirma Alexandre Mattos

Dirigente do Palmeiras pede ajuda da torcida para contratar Conca

Tobio tem retorno descartado por Alexandre Mattos: “Ele pediu para ir embora”

Mattos diz que Palmeiras busca três tipos de reforços e confirma: “Alguns só faltam assinar”

Camisas do Palmeiras com selo de campeão já estão à venda; preços assustam

Palmeiras recebe R$ 1,1 milhão da TV Globo; saiba o motivo

Mercado da bola: Flamengo desiste de Muralha e fica próximo de Aranha

Depois do primeiro jogo contra o Fluminense, pelas semifinais da Copa do Brasil, quando Victor Ramos falhou nos dois lances que resultaram nos gols da vitória rival, ele acabou sacado no intervalo e entrou em desavença com o técnico Marcelo Oliveira.

“Aconteceu com o treinador. Sempre respeitei a opinião dele, mas não tinha motivos para ficar na reserva”, explicou. “Em algumas partidas falava para ele não me relacionar, a maioria das partidas que fiquei de fora eu não fui por causa disso. Se não fosse para me levar para o jogo, nem para o banco eu queria ir “, disse Victor Ramos à Radio Globo.

Desanimado com a situação, o jogador de 26 anos passou a pedir para não ser mais relacionado nos jogos seguintes, mesmo com o Verdão classificado para a final do torneio mata-mata. “Ele não estava me aproveitando, então conversei com ele. Eu estava jogando bem, fazendo gols importantes… eu também tinha uma opção e não queria ir no banco”, continuou.

A insatisfação ficou evidente na decisão da Copa do Brasil, quando ele pediu para ser dispensado para ir a um casamento na Bahia. “Não deu para ir. Acompanhei de longe, em casa. Mandei uma mensagem para todos, estava na Bahia pois tive um casamento aqui três dias antes. Entrei num acordo com o Palmeiras, com o Alexandre Mattos, que me trouxe para o Palmeiras, para vir para cá. Mas foi bom atuar na semifinal, foi bom para o meu currículo”, explicou.

Com mais dois anos de contrato com Monterrey, o ex-camisa 3 ainda não definiu seu futuro. “Não tenho intenção [de ficar], como o Palmeiras também não tem de me manter. Me manifestei ao decorrer da temporada, conversei com o Mattos sobre a renovação. Eu e meu empresário conversamos sobre isso. Sou muito grato ao Alexandre, mas não me manifestei em nenhum momento para continuar no Palmeiras, até porque eu vim ganhando bem menos do que eu ganhava no México, né? Eu reduzi meu salário bastante para vir para o Palmeiras e minha intenção não é fazer mais isso”, revelou.

“Estou de férias em Salvador e são mais dois anos de contrato no México. Agora preciso esperar direitinho para falar com meu empresário e ver qual será o meu futuro”, finalizou.

Em uma temporada no Verdão, Victor Ramos atuou em 27 partidas e marcou três gols (um deles contra o Corinthians, em Itaquera) e chegou a se tornar titular, pricipalmente sob o comando de Oswaldo de Oliveira, no primeiro semestre.

Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação