Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

“Já que está com medo, não precisa ser pelo cinturão, McGregor”, dispara Aldo

O brasileiro José Aldo voltou a afirmar que só aceitará lutar novamente no UFC se for uma revanche pelo cinturão do peso pena (66kg), que perdeu em dezembro do ano passado para o irlandês Conor McGregor. Contudo, o manauara abriu uma exceção: lutaria, sem valer o título, contra o próprio McGregor.

Matheus Adami
Jornalista, editor do Torcedores. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.

Crédito: Reprodução/Facebook

LEIA MAIS:
Após derrota no UFC, José Aldo se torna dono de hamburgueria

 

“Estava quieto até agora porque da maneira que a luta aconteceu eu já estava me preparando nos treinos pois tinha certeza que teria a revanche imediata. Porém Acho que me enganei. Então queria deixar bem claro para o UFC que não aceito nenhuma luta que não seja pelo cinturão, por tudo que eu fiz nesses 8 anos , por tudo que eu aceitei e pela forma que a luta acabou”, escreveu Aldo em um comunicado no Facebook.

“A única exceção seria uma luta a qualquer momento, em qualquer lugar e já que ele está com medo de me devolver o cinturão, não precisa ser pelo cinturão , Conor McGregor. Espero que que vocês também cumpram a palavra de vocês Dana White e Lorenzo Fertitta pois ainda acredito na empresa que trabalho. #remach”, completou o brasileiro.

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

Fala, galera. Estava quieto até agora porque da maneira que a luta aconteceu eu já estava me preparando nos treinos pois…

Publicado por Jose Aldo Junior em Quarta, 27 de janeiro de 2016

Aldo foi derrotado por McGregor em apenas 13 segundos, por nocaute, na luta principal do UFC 194, no dia 12 de dezembro do ano passado. O embate entre eles deveria ter acontecido originalmente no UFC 189, mas teve de ser adiado por conta de uma lesão do brasileiro.

A vitória de McGregor pôs fim a uma invencibilidade que durava mais de 10 anos na carreira do brasileiro. Ele estava invicto desde que chegou ao UFC, em 2011, já como campeão – Aldo era o dono do cinturão dos penas no WEC, evento que foi incorporado ao Ultimate.

Antes disso, o até então único revés do brasileiro fora em 2005, para o compatriota Luciano Azevedo, no Jungle Fight.

McGregor já tem compromisso agendado no UFC. Ele enfrentará o brasileiro Rafael dos Anjos no UFC 197, no dia 5 de março, em Las Vegas, nos Estados Unidos. O duelo será válido pelo cinturão dos leves (70kg). Caso vença, o irlandês terá os dois títulos ao mesmo tempo. Na divisão até 66kg, o próximo rival deve ser o americano Frankie Edgar, já que Aldo não terá, de acordo com a direção do UFC, a revanche imediata.

Crédito da foto: Reprodução/Facebook