Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Aldo é procurado para substituir Dos Anjos contra McGregor e recusa

O brasileiro José Aldo recebeu convite do UFC para substituir o compatriota Rafael dos Anjos na luta contra Conor McGregor no UFC 196, dia 5 de março, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Mas o ex-campeão dos penas (66kg), que foi nocauteado pelo irlandês em dezembro, não aceitou.

Matheus Adami
Jornalista, editor do Torcedores. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.

Crédito: Reprodução/Facebook

LEIA MAIS:
UFC 196: RAFAEL DOS ANJOS FRATURA O PÉ E ULTIMATE CANCELA LUTA CONTRA CONOR MCGREGOR
JOSÉ ALDO PEDE QUE DANA WHITE CUMPRA PALAVRA E DÁ DUAS ALTERNATIVAS AO UFC; ENTENDA
“NÃO ACEITO OUTRA LUTA QUE NÃO SEJA PELO CINTURÃO”, DIZ JOSÉ ALDO

McGregor estava agendado para enfrentar Dos Anjos na luta principal do UFC 196. O embate seria válido pelo cinturão do peso leve (70kg), atualmente na posse do brasileiro.

“O Dana (White, presidente do UFC) me ligou de madrugada, contando do ocorrido e perguntando se o Aldo estava em “shape” para poder lutar. Eu disse que não estava e que não tinha tempo hábil, era muito pouco, e infelizmente ele não podia lutar na semana seguinte”, revelou o treinador principal de José Aldo, André Pederneiras, ao “Combate”.

Curiosamente, Aldo havia afirmado em mais de uma oportunidade no mês de janeiro que só lutaria novamente pelo cinturão do UFC. No dia 27 do mês passado, o lutador brasileiro publicou um longo texto nas redes sociais em que afirmava que só não lutaria pelo cinturão da companhia se a luta fosse contra Conor McGregor “a qualquer momento, em qualquer lugar, e já que ele está com medo de me devolver o cinturão, não precisa ser pelo cinturão”, escreveu o brasileiro.

Aldo e McGregor nutrem grande rivalidade desde os eventos promocionais para o UFC 189 – card em que eles deveriam ter se enfrentado, em julho do ano passado. Com a lesão sofrida pelo brasileiro, o embate foi reagendado para o UFC 194, em dezembro do ano passado. E, na hora da ação, o europeu levou a melhor, nocauteando o brasileiro em apenas 13 segundos e se tornando o novo campeão dos penas.

Posteriormente, McGregor desafiou outro brasileiro, Rafael dos Anjos, pelo cinturão dos leves (70kg). A luta entre eles estava marcada para o UFC 196, dia 5 de março. Mas Dos Anjos sofreu uma fratura no pé durante os treinamentos e foi vetado do confronto.

As melhores notícias de esportes, direto para você