Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Aldo faz “profecia” sobre rival McGregor: “não terá nenhum cinturão até o fim do ano”

Derrotado pelo irlandês Conor McGregor na luta principal do UFC 194 – que lhe tirou o cinturão do peso pena (66kg) da organização -, o brasileiro José Aldo fez uma “profecia” sobre o lutador europeu: vai terminar sem nenhum dos três títulos que busca até o fim de 2016.

Matheus Adami
Jornalista, editor do Torcedores. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.

Crédito: Reprodução/Facebook

LEIA MAIS:
APÓS DERROTA NO UFC, JOSÉ ALDO SE TORNA DONO DE HAMBURGUERIA
“NÃO ACEITO OUTRA LUTA QUE NÃO SEJA PELO CINTURÃO”, DIZ JOSÉ ALDO

Mesmo com o cinturão dos penas em mãos, McGregor lutará contra o brasileiro Rafael dos Anjos no UFC 196, dia 5 de março, em Las Vegas, nos Estados Unidos, para tentar conquistar também o título dos leves (70kg). E a intensão é alçar voos ainda mais altos. McGregor já mostrou interesse em desafiar o campeão dos meio-médios (77kg), Robbie Lawler, também pelo cinturão.

“Tornar isso realidade acho muito difícil. Lógico que ele quer. Mas digo mais: acho que até o fim do ano ele não terá mais nenhum cinturão e vão esquecê-lo. Até hoje ninguém dominou três cinturões, esse é o objetivo dele, mas até o fim do ano ele não terá nenhum”, falou Aldo nesta quarta-feira (17) após encontro com o ministro do Esporte, George Hilton, no Rio de Janeiro.

“(Nos leves) será o Rafael, com certeza. Não o vejo perdendo. Luta é luta, sempre tem que respeitar o outro lado, mas vejo assim. E até o fim do ano estarei com o cinturão de volta. Isso é fato”, completou.

Aldo perdeu o cinturão do UFC ao ser nocauteado em apenas 13 segundos por McGregor no UFC 194. Desde então, vem pedindo revanche, apesar do jogo duro da organização. O brasileiro garante, no entanto, que não há problemas de relacionamento com os “chefões”.

“Quero deixar bem claro que o carinho continua, independente de derrota ou não. Mas nossa próxima luta, pode ter certeza, vai ser disputa de cinturão.”

As melhores notícias de esportes, direto para você