5 jogadores que passaram pelo Vasco e fazem falta até hoje

Rômulo segue no Spartak Moscou - Foto: Getty Images

O Vasco da Gama tem uma equipe em 2016 que está honrado a camisa do clube, mesmo sendo a base do time que foi rebaixado no Campeonato Brasileiro do ano passado. Como Nenê, Andrezinho, Madson, Luan e Rodrigo, o Gigante da Colina vem conseguindo cumprir o seu papel na temporada.

LEIA MAIS:
LAUDA FALA SOBRE ESTADO DE SAÚDE DE SCHUMACHER: “DEVEMOS ESPERAR”
VÍDEO: VEJA UMA DAS TENTATIVAS DE ENTERRADA MAIS BIZARRA DO BASQUETE
VÍDEO: ZAGUEIRO COMETE FALTA E AMEAÇA ADVERSÁRIO DE MORTE DENTRO DE CAMPO
CICLISTA É CRITICADO POR NÃO USAR CAPACETE E DÁ RESPOSTA POLÊMICA; CONFIRA
MESSI ABSOLVE LATERAL BRASILEIRO POR ENTRADA VIOLENTA: “NÃO TEVE A INTENÇÃO”

Ainda assim, a equipe tem lacunas que poderiam ser melhor preenchidas. Na lateral-esquerda, por exemplo, Julio César não mantém o mesmo nível de Madson, que pela outra ponta é uma importante opção ofensiva. No meio campo, a dupla de volantes Marcelo Mattos e Julio dos Santos vive seu melhor momento com a camisa cruzmaltina, mas está longe de gozar da confiança do torcedor vascaíno.

O mesmo vale para o ataque, cuja dupla atual é formada por Jorge Henrique e Thalles, com Riascos, lesionado, sendo o titular na vaga da jovem promessa. Historicamente, o Vasco se notabilizou por ter grandes craque na parte ofensiva, porém, este ano, a torcida ainda segue sentindo a falta disso.

Pensando nisso, o Torcedores.com relembrou de alguns jogadores que atuaram recentemente nessas funções e deixaram saudades. Na lateral-esquerda, por exemplo, o volante Jumar foi muito bem no Campeonato Brasileiro 2011 improvisado pelo lado-esquerdo. Como volantes, Nilton e Rômulo formavam uma dupla que não só dava segurança à defesa, como também era importante no apoio. No ataque, por sua vez, como não lembrar de Alex Teixeira e Elton, dupla de ataque que levou o Vasco de volta a 1ª divisão em 2009.

Em suas épocas, esses jogadores deram uma importante contribuição ao Vasco da Gama, mas não há a certeza de que fariam o mesmo nos dias atuais. Com a exceção de Alex Teixeira, que embora esteja na China vem de uma recente boa passagem pela Ucrânia, os demais não estão atuando em seu melhor nível atualmente.

Crédito da Foto: Getty Images