Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Andrés Sanchez critica corrupção no Brasil e no futebol: “Se roubou muito”

A 3ª edição do Footlink teve início nesta segunda-feira (14), no Rio de Janeiro, com a proposta de discutir o futuro do futebol nos próximos 10 anos. Um dos convidados especiais da noite foi o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, que, com seu jeito original, falou sobre o assunto.

Glauco Costa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reproducao/Facebook oficial de Andres Sanchez

LEIA MAIS:
DANIEL ALVES DESTACA O MOTIVO DE JOGAR FUTEBOL: “NÃO JOGO POR DINHEIRO”
VÍDEO: VACA INVADE CAMPO DE FUTEBOL NA AUSTRÁLIA E ATACA JOGADORES
IBRAHIMOVIC FAZ EXIGÊNCIA INUSITADA PARA FICAR NO PSG: “SE TROCAREM A TORRE EIFFEL PELA MINHA ESTÁTUA”
VÍDEO: INCÊNDIO PARALISA JOGO NA INGLATERRA E TORCEDORES INVADEM O CAMPO
MÉDICO AFIRMA QUE MESSI JOGOU PELO MENOS 3 PARTIDAS COM PEDRAS NOS RINS

Ao lado de Mario Bittencourt, ex-vice-presidente do Fluminense, Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo e Alírio Moraes, presidente do Santa Cruz e mediado por Monique Danello, Andrés comentou as dificuldades dos gestores de futebol e apontou aquele que, em sua visão, é o principal problema do esporte no Brasil:

“O futebol brasileiro é o mais rico do mundo, o problema é que nas décadas passadas se roubou muito”, afirmou categoricamente Andrés, em alusão as dívidas milionárias que os clubes brasileiros possuem hoje e são frutos das gestões anteriores.

Ele, no entanto, salientou que a cobrança sobre os dirigentes de futebol é cada vez maior, mesmo que a contrapartida não seja equivalente. Para Andrés, se o torcedor cobrasse os governantes como cobra os dirigentes, o Brasil não estaria com tantos casos de corrupção:

“Se o Brasil fosse cobrado como é no futebol, a gente não estava vendo essa sujeira”, afirmou o presidente do Corinthians durante o evento.

Crédito da Imagem: Reproducao/Facebook oficial de Andres Sanchez