Barcelona quer Ozil e faz plano para acabar com cláusula “Anti-Barça” feita pelo Real

Ozil
Getty Images

A boa fase de Mesut Ozil no Arsenal já trouxe interessados no futebol do alemão. O Barcelona quer contar com o jogador na próxima temporada, mas esbarra na clausula Anti-Barça imposta pelo Real Madrid no acordo com os Gunners na negociação que envolveu o jogador. Mas de acordo com o jornal As, o clube catalão quer aproveitar uma punição dos Merengues para conseguir fechar com o meia.

Segundo a publicação, diretor técnico do Barcelona, Roberto Fernandes, estuda como levar a negociação adiante já que a clausula Anti-Barça impede que jogador e clube negociem. O clube Culé quer usar a punição que a FIFA impôs ao Real Madrid em não poder contratar jogadores por dois anos por irregularidades em negociações com atletas menores de 18 anos.

A clausula Anti-Barça coloca que o Real Madrid tenha preferência na volta do jogador durante 48 horas ou receber 33% da transferência de 50 milhões de euros. Com a impossibilidade dos Merengues de contratarem jogadores por duas temporadas, seria impossível a volta do alemão para o Santiago Bernabéu. Então, no caso, a porcentagem seria o menor problema na negociação.

O que facilitaria a ida de Ozil é que o camisa 11 quer retornar à Espanha e lhe interessaria atuar ao lado de Messi, Neymar, Suarez e Iniesta.

O Arsenal admite negociar Ozil com o Barcelona e quer jogadores do time catalão. Arda Turan, Munir e Sandro seriam os possíveis envolvidos. No entanto, a publicação ainda faz um adendo. O Real pode igualar a proposta do Barça e ter o meia novamente quando acabar a punição imposta pela FIFA.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.