Conselheiros do Palmeiras chamam Paulo Nobre de “amador”

Após a fatídica derrota diante do Água Santa, alguns questionamentos voltaram a tona no Palmeiras, e um deles é a postura apática de Paulo Nobre.

Segundo o portal de noticia Terra, alguns conselheiros do clube se sentiram irritados com o que eles chama de amadorismo na administração alviverde, um dos motivos principais é o diretor Alexandre Mattos que mesmo tendo criado juntamente com Paulo Nobre uma gestão com crescimento financeiro, ainda sim deixam a desejar dentro de campo.

“Vimos, pela presente, nos manifestar contra o atual estado de descalabro em que se encontra o Departamento de Futebol Profissional de nossa entidade. (…) profissionalismo não é contratar um monte de profissionais caros, mas sim traçar metas claras e procedimentos para alcançá-las”, declarou o manifesto do grupo que se intitula “SOMOS PALMEIRAS”, ao Terra.

Porém, o maior questionamento gira em torno dos jogadores Cleiton Xavier e Fellype Gabriel, que não atuam desde 2015, estando os dois na maioria das vezes contundidos, sem nem mesmo ter data especifica para retorno, causando frustração não só na torcida mas em todo o elenco.

“Preferimos requerer que a atual gestão, que se findará no final do presente ano, tome todas as medidas necessárias para afastar qualquer risco de rebaixamento no Campeonato Paulista, e, posteriormente, reavalie todo o Departamento Médico e Físico, se furte de avalizar contratações de jogadores sem condições físicas”, reiterou um conselheiro em manifesto anonimamente.

A situação pode se agravar ainda mais, caso haja derrota para o rival Corinthians no próximo domingo (03). O Palmeiras corre contra a tempo para se reajustar tendo agora que se preocupar com uma possível queda para serie A2 do paulista e também com a Libertadores da América.