Dudu x Cuca: entenda a polêmica substituição do camisa 7 do Palmeiras

César Greco/Ag. Palmeiras

A situação de Cuca não anda nada boa no Palmeiras. Há menos de 15 dias no comando do Alviverde, o treinador amarga três derrotas e vem sofrendo com as críticas da torcida e a falta de tempo para treinar a equipe. Para completar, na derrota para o Red Bull por 2 a 1, na última quinta-feira, o comandante se envolveu em uma situação inusitada com o atacante Dudu, e depois teve que se explicar na entrevista coletiva.

LEIA TAMBÉM:
Dudu sente fisgada, deixa o campo com menos de 10 minutos e esbraveja contra Cuca
Enquete: quem é o principal responsável pela crise no Palmeiras?
Conselheiro detona montagem do elenco do Palmeiras e compara Nobre com PT
Veja o que disse Cuca após a derrota do Palmeiras para o Red Bull Brasil

Aos nove minutos de jogo, o camisa 7 do Palmeiras sentiu uma fisgada na parte posterior da coxa e desabou em campo. Os médicos do clube entraram e atenderam o atacante fora de campo. Querendo voltar, o jogador se surpreendeu ao perceber que Cuca já tinha promovido a entrada de Allione em seu lugar, o que fez Dudu sair irritado diretamente para os vestiários.

Pouco tempo depois, ele retornou para ver o duelo do banco de reservas. Questionado pela repórter Joanna de Assis, do SporTV, o camisa 7 afirmou que tinha condições de jogo. “Acho que sim (dava para continuar). Tem opção do treinador. Fazer o quê? Paciência, depois você pergunta para ele (Cuca). Não tem nada a ver com os médicos. Nem deu tempo de eles me examinarem”.

Cuca, então, tratou de se desculpar na entrevista pós-jogo. Afirmou que tomou a decisão da substituição com receio de que Dudu tinha sofrido lesão mais grave.

“O Dudu, um pouco antes de cair ao chão, levou a mão à posterior. Eu estava notando. Levou a mão mais uma vez, passou meio minuto e caiu. O árbitro chamou a maca e foi erro meu. Não tem erro do departamento médico, ele não pediu substituição do jogador. Imaginei que era uma lesão muscular e automaticamente coloquei o Allione. Depois fiquei sabendo que ele não tinha nada, então o erro é meu de tirar um jogador que não tinha nada”, explicou o treinador.

AS PAZES

Após o jogo, Cuca e Dudu conversaram e chegaram à conclusão de que tudo não passou de um mal-entendido. Cuca tratou de blindar o atacante. “Ele é um menino bom, sem maldade nenhuma. Como deu uma, deu duas, e na terceira ele desabou, eu interpretei que ele estava machucado. Foi erro meu. Temos um DM muito cobrado, até de forma exagerada, e eles não têm culpa. O Dudu também não”.

O camisa 7 também colocou panos quentes na confusão. “A gente já conversou no vestiário, está tranquilo. O DM não tem culpa nenhuma. Temos que deixar bem claro que foi tudo um mal-entendido, ele achou que eu tinha machucado e queria uma solução rápida, então fez a substituição, mas está tranquilo. O Cuca é excelente, me ajudou muito quando eu estava subindo para o profissional no Cruzeiro, tenho certeza que ele vai fazer o melhor”

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.