Julia Vasconcelos fala ao Torcedores.com sobre vaga olímpica e empreendedorismo

Reprodução

Depois dos títulos de tricampeã Paulista Junior (2006-2008) e campeã Brasileira em 2009, entre tantos outros, a 3º Sgt Julia Vasconcelos (CDE/FSJ), de 23 anos, está prestes a lutar por sua primeira medalha olímpica. Atleta que entrou para o taekwondo aos seis 6 anos de idade, por incentivo do pai – então praticante da modalidade, falou ao Torcedores.com sobre vaga olímpica, carreira, desafios e queda pelo empreendedorismo.

Nascida em São José dos Campos, interior de São Paulo, Julia Vasconcelos é integrante da Seleção Brasileira de Taekwondo e representante da Seleção Brasileira Militar. Entre os destaques da entrevista, a atleta ressalta que o treino para a Seletiva Olímpica Final, realizada em Vitória/ES há 10 dias, foi seu maior desafio na vida e que loja virtual Teu Dia D (frase de guerra nos dias de luta) está prestes a sair. Confira!


LEIA MAIS:
http://torcedores.com/noticias/2015/06/campea-do-taekwondo-universitario-treina-com-olimpicos-de-olho-em-2020

Torcedores.com: Até hoje, qual o seu maior desafio no taekwondo?
Julia Vasconcelos: Essa conquista da vaga olímpica, porque foram pouquíssimos campeonatos, na minha vida, que eu fiz uma preparação tão difícil, com uma periodização de treino tão puxada, bem rígida mesmo. Antes, por exemplo, eu fazia três períodos de treino (dois técnicos e um físico), agora são de quatro a cinco períodos. Em resumo, passei de cinco para oito horas de treino por dia. E graças a Deus deu tudo certo. Agora é focar no trabalho para a conquista da medalha olímpica e do Mundial de Taekwondo da Coreia (do Sul), ano que vem.

Torcedores.com: Qual a sua principal adversária rumo ao pódio olímpico?
Julia Vasconcelos: Na minha categoria (57 kg) vão ter quatro atletas bem difíceis – duas europeias e duas asiáticas. Vamos ver, esperar o sorteio da chave pra saber em qual desses quatro lados eu vou cair. O importante é que estamos treinando, visualizando todo um estudo em cima dessas adversárias.

Torcedores.com: Sua primeira Olimpíada, e no Brasil, alguma preparação especial a partir de agora, em virtude da pressão que deve ocorrer? Cobrança da torcida? Cobrança de medalha?
Julia Vasconcelos: Devemos passar de 20 a 25 dias em camping de treinamento na Coreia e fazer de uma a duas competições, provavelmente pela Europa, para ajustar os principais pontos rumo aos jogos olímpicos. Depois, às vésperas do evento, junho – julho, vamos focar no treinamento em São José dos Campos. Em questão de cobrança da torcida, de medalha, a gente tem que manter a cabeça no lugar e para isso eu conto com o trabalho do meu coach esportivo, Alberto Oliveira – que me ajuda a manter focada no treino e no objetivo dos jogos.

Torcedores.com: Você é atleta do Exército Brasileiro, entrou via esporte?
Julia Vasconcelos: Eu entrei no Exército em 2013, através do Programa Atleta de Alto Rendimento, que as Forças Armadas têm e todo ano abre um edital em determinada categoria. Você se inscreve e entra como terceiro sargento. Então desde 2013 eu faço parte da Seleção Brasileira Militar.

Torcedores.com: Conta com quais incentivos do governo federal, patrocínios?
Julia Vasconcelos: Antes, quando eu não tinha benefício nenhum, o apoio vinha dos meus pais. Hoje eu conto com incentivos do Ministério do Esporte – bolsa Pódio, do Exército Brasileiro; do vereador Valdir Alvarenga (PSB), da secretaria de Esportes e prefeitura de São José dos Campos que dão um apoio sensacional para os atletas da cidade.

Torcedores.com: O que você seria na vida profissional, não fosse atleta?
Julia Vasconcelos: Para ser sincera eu não sei o que seria não. Mas, provavelmente, algo voltado ao empreendedorismo, porque esse lado me chama atenção. Tenho até uma marca de roupa em andamento, que leva meu nome, e já definimos o slogan como Teu Dia D (relacionado à frase de guerra nos dias de luta – Coragem que o teu dia D já chegou). Mas vou esperar as olimpíadas e o Mundial da Coreia para intensificar as ações. Até lá meu assessor deve cuidar da fabricação de umas peças, que o pessoal está pedindo bastante, e lançar a loja virtual, provavelmente, em maio.

Torcedores.com: Em 17 anos de taekwondo, já pensou em desistir?
Julia Vasconcelos: Pensei sim, na época em que eu estava concluindo o ensino médio, cogitei a possibilidade do vestibular e passar em alguma Faculdade Federal. Mas aí eu consegui vaga na Seletiva Brasileira Junior…

Torcedores.com: Que mensagem você deixa para quem se inspirar em você, visando futuro no taekwondo?
Julia Vasconcelos: Se você tem um objetivo grande na sua vida, tem que estar ciente que as coisas não vão acontecer da noite pro dia, tem que trabalhar, mesmo que seja 24h por dia. Trabalhar todos os dias, de domingo a domingo. Sabe, eu não gosto muito de dizer a palavra sonho, porque sonhar é muito comum. Todo mundo sonha e a maioria das pessoas que sonham acabam ficando no lugar. Né? Então eu gosto de traçar objetivos e cumpri-los da forma mais determinante possível. É isso. Quem quer alcançar algo grande na vida, como uma medalha olímpica, ou qualquer outra profissão que seja, tem que buscar seu objetivo. Mas, com bastante paciência e persistência! É preciso ter consciência que obstáculos vão aparecer e que você não pode desistir na primeira dificuldade não.

Além de Julia Vasconcelos (57 kg), a Seleção Brasileira de Taekwondo Rio 2016 terá como titulares olímpicos os atletas: Iris Tang Sing (49kg), Venilton Teixeira (58kg), e Maicon Siqueira (+80kg). Segundo o portal oficial do megaevento Rio 2016, a competição de taekwondo será realizada na Arena Carioca 3. Modalidade que valoriza mais a rapidez de reação e a velocidade de pensamento, do que a força bruta, foi disputada em Seul 1988 e Barcelona 1992, mas apenas como demonstração. O pódio olímpico começou a ser disputado somente em Sidney 2000.

Imagens: Getty Images (destaque) e acervo pessoal da atleta (arte principais conquistas)



Edilene Mendonça é jornalista diplomada pela UNISA (Universidade de Santo Amaro). Sua trajetória profissional inclui atuações em produtora de vídeo, tevê, campanha política, assessoria de imprensa, site infantil e esporte. Pós-graduada em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU).