LDU leva 5, demite treinador e entra em crise prestes a enfrentar o Grêmio

Grêmio x Rosario Central
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O técnico argentino Claudio Borghi não é mais o comandante da LDU, de Quito. O time da capital equatoriana sofreu uma pesada goleada de 5×0 para o Barcelona de Guayaquil, pelo Campeonato do Equador, neste domingo. Borghi colocou o cargo à disposição após a partida e horas depois a diretoria da LDU confirmou a saída do profissional.

LEIA MAIS:

Mercado da Bola 2016: Grêmio diz que busca reforços para duas posições

Com tranquilidade, Grêmio faz 3×0 no Lajeadense na Arena; veja os gols

Com isso, a LDU terá de driblar a crise para se fortalecer visando as rodadas finais da fase de grupos da Libertadores. No momento, os equatorianos estão em terceiro na chave 6 com apenas 3 pts. No dia 5 de abril, enfrentarão o líder Toluca, no México. Uma semana depois, os equatorianos receberão o Grêmio na altitude de Quito, em jogo marcado para o dia 13.

O próximo treinador da equipe terá poucos dias para conhecer o elenco, montar o time e implementar a sua filosofia. A crise é tão grande que o time é apenas o 10° colocado do Campeonato Equatoriano, com 8 pts. Foram apenas duas vitórias em sete partidas pela liga.

Contra o Grêmio, a LDU jogará a sua permanência na Libertadores. Mesmo que vença o Toluca fora de casa no dia 5, precisará obter um bom resultado contra os gaúchos para não precisarem de uma vitória frente ao San Lorenzo, na Argentina, na última rodada. O tricolor enfrentará o Toluca, provavelmente já classificado, na Arena, em Porto Alegre, fechando a participação na fase de grupos.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.