Obama e Raúl Castro juntos: relembre outros rivais unidos pelo esporte

O encontro histórico entre os presidentes de Estados Unidos e Cuba, Barack Obama e Raúl Castro, nesta terça-feira (22), durante um jogo de beisebol em Havana, foi algo que ficará marcado na memória daqueles que gostam de esporte. Mas, a partida entre Tampa Bay Rays e a seleção cubana – que terminou com vitória do time americano por 4 a 1 – foi apenas um dos vários exemplos em que o esporte ajudou a unir rivais históricos.

Cleber Mattos
Formado em Jornalismo, são-paulino, profundo seguidor do universo esportivo, principalmente quando o assunto é futebol. Contato: clebermattos22@msn.com

Crédito: Crédito da Foto: Reprodução/ Facebook oficial de Barack Obama

LEIA MAIS:
ATLETAS ‘BATERAM CABEÇA’ NAS PRIMEIRAS POSTAGENS NO TWITTER; RELEMBRE
CONFIRA QUAIS SÃO AS 20 EQUIPES QUE AINDA CONTINUAM INVICTAS PELOS CAMPEONATOS ESTADUAIS

Veja abaixo outras ocasiões bem sucedidas, em que inimigos de longa data foram colocados frente a frente:

EUA x Irã (Copa do Mundo de 1998)

No Mundial realizado na França, Estados Unidos e Irã caíram no mesmo grupo, justamente em um período crítico da relação entre os dois países. Era natural que houvesse um temor em relação ao que poderia acontecer quando as seleções estivessem cara a cara, no entanto, os jogadores de ambas as equipes deram um exemplo de civilidade. Antes da bola rolar, os iranianos deram flores aos rivais e os atletas das duas seleções posaram lado a lado para uma foto histórica. O Irã venceria aquela partida por 2 a 1, mas nenhum dos dois países avançaria para as oitavas de final.

Xiitas e sunitas unidos na seleção do Iraque (2007)

O técnico brasileiro Jorvan Vieira conseguiu fazer história durante a disputa da Copa da Ásia de 2007. Comandando a seleção iraquiana, ele uniu jogadores representantes de dois povos que vivem em guerra: sunitas e xiitas. Ciente das sérias divergências religiosas entre estas duas correntes do Islã, o treinador brasileiro soube conduzir o grupo de forma perfeita, a ponto de criar um ambiente amistoso entre todos os atletas. E o resultado de tal proeza não demorou a aparecer. O Iraque conquistou o título da Copa da Ásia após vencer a Arábia Saudita por 1 a zero.

Rússia x EUA – Hóquei (Olimpíadas de Inverno de Sochi – 2014)

Inimigos eternos, russos e americanos se encontraram na fase de grupos do campeonato de hóquei dos Jogos Olímpicos de Inverno, realizados em Sochi, na Rússia. Além das diferenças políticas, que sempre se fizeram presentes mesmo após o fim da Guerra Fria, os dois países também alimentam uma rivalidade histórica neste esporte desde o episódio conhecido como “Milagre no Gelo”, que aconteceu em 1980.

Na ocasião, a seleção americana, composta apenas por universitários, bateu a favoritíssima equipe da União Soviética, que era a atual tetra campeã olímpica. Portanto, não faltavam motivos para uma verdadeira guerra no gelo de Sochi. Embora o jogo tenha sido muito disputado, o que chamou a atenção não foi a partida, e sim a convivência pacífica e amigável entre as torcidas dos dois países. A confraternização vista entre os torcedores russos e americanos e só mais um exemplo do que o esporte pode proporcionar. Dentro da arena, o jogo terminou empatado em 2 a 2 e os Estados Unidos saíram vencedores nos shootouts.