Opinião: Será que a culpa maior é de Paulo Nobre?

Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Engraçado ler alguns palmeirenses nas redes sociais colocando a culpa pelo péssimo momento alviverde, no presidente Paulo Nobre. Quando venceu a Copa do Brasil, ninguém reclamou do seu dirigente maior. É muito cômodo citar Nobre, ao invés de, lembrar que até hoje o Arouca é uma decepção, que a zaga bate cabeça, que o Lucas é uma avenida, que o ataque tem uma dificuldade enorme de criar oportunidades de gol, que os atletas estão “mortos” fisicamente, enfim.

Façamos um exercício de reflexão. O Palmeiras tem hoje, ao lado do Atlético MG, o melhor plantel do Brasil. Desembarcou na capital paulista um técnico campeão Brasileiro por duas vezes com o Cruzeiro e, mesmo com a conquista da Copa do Brasil, não conseguiu dar uma identidade ao time, chegou ao título com as calças ou “o calção nas mãos”.

Pois bem, chegou um treinador campeão da Libertadores com o Galo, com toda moral e, o desempenho é ainda pior comparado ao comandante anterior, 4 jogos e 4 derrotas. Hoje, um vexatório 4 a 1 para o Água Santa. Por que então o responsável por tudo isto, é Nobre?

Será que é devido ao fato dele ter cortado relações com a “torcida” organizada do clube? De repudiar a invasão de alguns destes a sede Palestrina nesta semana? Espero que ele (Paulo Nobre), não mude a sua postura. Está coberto de razão, são pessoas que provocam o temor, o medo e de “vez em quando”, protagonizam situações ainda piores.

Lugar de protesto é na arquibancada!

Eu ficou extremamente incomodado quando meu time perde e nem por isso, eu vou lá encher o saco. Toco a vida!

Inegavelmente existem erros da diretoria, porém, a culpa maior é dentro das quatro linhas, não da presidência.