Ponte Preta: Torcedores invadem treino e fazem ameaças a jogadores

PontePress/FábioLeoni

O último treino da Ponte Preta antes da partida contra o Red Bull Brasil, domingo (27), pelo Campeonato Paulista, foi marcado por tensão e protesto de torcedores. Um grupo de membros de torcidas organizadas da equipe foi até o estádio Moisés Lucarelli para reclamar da situação do time no Paulistão, com direito a invasão e ameaças a jogadores.

LEIA MAIS

Que fase! Filhos de Robinho ‘cornetam’ CT do Santos em entrevista

Guarani e Batatais abrem 17ª rodada da Série A2 com vitória

Segundo o Uol Esporte, um grupo formado por cerca de cem torcedores da Macaca participou da manifestação do lado de fora do Moisés Lucarelli, que visava fazer cobranças aos jogadores da equipe pela má campanha no Paulista. A confusão começou quando alguns membros deste grupo conseguiram entrar no estádio e tentaram se aproximar dos atletas, que correram para o vestiário ao perceber o que ocorria fora do gramado.

Durante a invasão, algumas portas e vidros do estádio da Ponte foram quebrados. A Polícia Militar foi chamada para tentar conter a confusão, mas o grupo de torcedores que invadiram o campo já havia deixado o local quando a PM chegou e não houve envolvidos detidos.

De acordo com o Uol, o Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (Sapesp) anunciou que ajudará juridicamente aos atletas que quiserem denunciar a tentativa de agressão dos torcedores. A Ponte Preta informou que buscará identificar os envolvidos na confusão através de testemunhas.

Contra o Red Bull, a Ponte tentará se reabilitar no Paulistão, onde ocupa o quarto lugar da classificação do Grupo B e está na briga para não cair para a Série A2 de 2017. O jogo também será no Moisés Lucarelli, mas com mando do Toro Loko.

(Crédito da foto: PontePress/FábioLeoni)