Raúl Cárdenas, ex-técnico do México morre aos 87 anos

Crédito da foto: Reprodução/Twitter oficial Club America

De acordo com o site do “Terra”, Raúl Cárdenas treinador que levou a seleção do México às quartas de final da Copa de 1970, no mesmo ano em que a seleção brasileira foi tricampeão do mundo, morreu aos 87 anos na cidade de Cuernavaca, no estado de Morelo, sul do país. A morte foi confirmada na sexta-feira (25) pela imprensa mexicana.

LEIA MAIS:
SÃO-PAULINOS FICARÃO COM SAUDADES APÓS VER O RETROSPECTO DE OSORIO NO MÉXICO
MERCADO DA BOLA 2016: MILTON CRUZ TEM PROPOSTAS PARA TRABALHAR NO FLAMENGO E SELEÇÃO DO MÉXICO
JOGADOR LEVA COTOVELADA DESLEAL NO MÉXICO E SOFRE 4 FRATURAS NO ROSTO; VEJA COMO FICOU

Cárdenas nasceu em 30 de outubro de 1928, quando jogador, atuava como zagueiro do Zacatepec, onde foi campeão em duas temporadas, e defendeu a seleção mexicana nas copas de de 1954 (Suíça), 1958 (Suécia) e 1962 (Chile).

Após parar de jogar, El Rojo, como era conhecido Cárdenas, foi técnico do Cruz Azul e América, onde conseguiu cinco títulos da Liga, depois encarou o desafio de treinar a seleção do México, e na Copa de 1970, aproveitando a condição de anfitriã, conseguiu um ótimo resultado, onde a seleção mexicana ficou entre as oito melhores naquele mundial, até então, melhor colocação do México.

A campanha mexicana começou com um empate em 0 X 0 com a fortíssima União Soviética, venceu El Salvador por 4 X 0 e encerrou a fase de grupos com vitória sobre a Bélgica por 1 X 0, garantindo assim a vaga para as oitavas de final do torneio. Nas oitavas de final o México não passou pela seleção Azurra, os italianos venceram por 4 X 1, onde logo mas viria a ser vice campeã.

O Club America, uma das equipes em que El Rojo trabalhou, prestou uma homenagem em seu twitter oficial, “Raúl Cárdenas, descanse em paz, Ex-técnico campeón con America”. Até o momento ainda não revelaram quais as causas do seu óbito.