Luis Suárez: “Pensei que não tinha qualidade pra jogar no Barça”

Crédito da foto: Reprodução/Site Oficial FC Barcelona

O uruguaio Luis Suárez fez revelações importantes sobre sua chegada ao Barcelona em entrevista ao canal de TV holandês KPN. Inseguro quando chegou a Catalunha, não se sentia parte da equipe e acreditava não ter qualidade para integrar o elenco.

LEIA MAIS:
GUARDIOLA: “QUANDO MESSI PARAR, NÃO HAVERÁ TRÍPLICE COROA”
BARCELONA CEDE 18 ATLETAS DO ELENCO PARA SELEÇÕES NACIONAIS. CONFIRA!

A revelação mais surpreendente partiu ao ser perguntado sobre como foi sua chegada ao Barcelona. O uruguaio foi direto ao citar quatro craques da equipe e disse que não acreditava ser capaz de atuar ao lado dos atletas. “Eu não me imaginava ser o ‘9 do Barça. Eu sempre sonhei em jogar com os melhores do mundo e hoje estou fazendo isso ao lado de Messi, Neymar, Iniesta, Busquets… A verdade é que achei que não tinha qualidade para jogar aqui. Achei que precisava de espaços largos para jogar e que aqui [no Barcelona] não encontraria.”

Suárez sempre colocou pressão em si próprio. Mas, de todos os clubes que passou, nenhum foi como o Barcelona. “É claro que eu mesmo me coloquei pressão em todos os clubes que passei. Mas aqui, quando perdíamos, me sentia mal, sempre achava que era minha culpa. Hoje em dia estou tranquilo e isso me faz jogar melhor e me divertindo.”

O centroavante, que luta pela Bota de Ouro da atual temporada, melhor jogador do último Mundial de Clubes da FIFA e ídolo de gigantes como Liverpool e Ajax, precisou tomar medidas drásticas para resolver sua situação. “Fui ao psicólogo e estou com ele até hoje. Todos aqui no clube e em minha família sabem. Tem me ajudado muitíssimo essas consultas, principalmente a não guardar coisas ruins.”

Mesmo não se sentindo confiante em seu início com a camisa do Barcelona, Suárez nunca teve um mal momento com a camisa do clube. Desde que chegou, sua média de participação decisiva (gols e assistências) é superior a 1 por partida. Na temporada 2014/2015, sua primeira com o clube, em que o mesmo julgou como abaixo do esperado, atuou em 43 partidas, marcando 25 gols e dando 21 assistências, somando 46 participações em lances decisivos.