Árbitro anula golaço de goleiro a 68 metros; assista

Não é comum um goleiro fazer gols. Nas raras vezes em que isso acontece, há uma grande comoção por parte de jogadores e torcedores e o arqueiro pode celebrar de forma diferente. Esse seria o caso de Jan Lastuvka, se o árbitro não tivesse anulado o seu golaço.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Crédito da foto: Reprodução/Youtube

LEIA MAIS:
GOLEIRO ATRAVESSA TODO O CAMPO, DRIBLA OITO JOGADORES E FAZ GOLAÇO EM AMISTOSO; VEJA

Aos 11 minutos da segunda etapa, o Dnipro, finalista da última Liga Europa, empatava sem gols fora de casa contra o Zorya, em jogo da 21ª rodada do Campeonato Ucraniano. Após impedimento marcado ao atacante do time da casa, o goleiro tcheco Jan Lastuvka, antigo jogador do Shakhtar Donetsk, Fulham e West Ham, cobrou a falta, a 68 metros da meta adversária. A bola sobrevoou grande parte do terreno de jogo antes de bater no gramado e encobrir o goleiro Oleksiy Shevchenko.

Seria 1 a 0 para o Dnipro. Os jogadores do clube onde atuam os brasileiros Douglas (ex-zagueiro do Vasco da Gama) e Matheus (ex-atacante do Braga) correram para comemorar com Lastuvka. Seria o primeiro gol na carreira do tcheco de 33 anos. Isso se o árbitro não tivesse anulado o tento por ter sido um tiro livre indireto. A celebração virou protesto, mas não houve maneira de convencer o árbitro a validar o golaço de Lastuvka.

Apesar da frustração de Lastuvka e de seus companheiros de equipe com a decisão, o Dnipro ainda conseguiu vencer a partida. O volante Artem Gordienko fez o primeiro gol da partida aos 18 minutos e colocou o Zorya em vantagem, mas o Dnipro virou o marcador com tentos do meia Yevhen Shakhov e de Anderson Pico, antigo lateral esquerdo do Grêmio e do Flamengo. O resultado deixou o Dnipro na quarta colocação com 40 pontos, um a menos que o Zorya. O Campeonato Ucraniano é liderado pelo Dínamo de Kiev e tem o Shakhtar Donetsk na segunda posição.

Assista abaixo o golaço de Jan Lastuvka invalidado pelo árbitro:

Crédito da foto: Reprodução/Youtube