Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Câmara convida Neymar pai e Dunga a depor na CPI do Futebol

A Câmara realizou na tarde desta terça-feira (26) mais uma cessão da CPI do Futebol. Os deputados convidaram duas personalidades do futebol nacional para depor: o pai de Neymar, envolvido na polêmica transferência do craque para o Barcelona, e o técnico Dunga.

Bruno Barbato
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Rafael Ribeiro / CBF

Os motivos basicamente são para “esclarecer aspectos relacionados a contratos de marketing, direitos de mídia, patrocínios e eventos envolvendo a Confederação Brasileira de Futebol”, segundo texto publicado pelo deputado Fernando Monteiro (PP-PE).

A presença dos nomes citados rendeu discussão entre os deputados. Alguns acreditam que relacionar os nomes de Dunga e Neymar com “fraudes” não serão fatores positivos para o Brasil.

“Eu até que estou com raiva do Dunga, porque cortou o Jefferson da seleção, mas aí não é problema do Dunga e, sim, meu, que sou botafoguense. Esta CPI está tratando de fraudes, acho que misturar o nome do Neymar e do Dunga a esta CPI não é bom para o Brasil e não é bom para o futebol brasileiro”, declarou Rodrigo Maia, do DEM-RJ.

Vale ressaltar que Fernando Monteiro quis mostrar que os convites são para os dois “colaborarem” com a investigação, que, inclusive, engloba até a CBF, com o pretexto da própria transferência de Neymar para o Barcelona foi mais um motivo para a convocação de Neymar pai.

“A gente acompanha este caso do pai do Neymar, a questão do contrato dele de quando era menor e também de alguns contratos anteriores dele com Santos, Santos-Barcelona. É importante a gente aqui trabalhar e ouvir o máximo de pessoas possíveis, solicitei esse convite para esclarecer essa relação entre agente, jogador e família. Para esclarecer todos estes trâmites será importante escutarmos ele”, disse o deputado do PP.

Ainda na reunião, os deputados presentes aprovaram a viagem de membros da Comissão Parlamentar de Inquérito para Miami, a fim de colher o depoimento de J. Hawilla. Nos Estados Unidos, os parlamentares também ouvirão José Maria Marin, ex-presidente da CBF e atualmente em prisão domiciliar na cidade de Nova York.

Para aqueles que quiserem conferir os 24 requerimentos da reunião, basta acessar: http://www.camara.leg.br/internet/ordemdodia/integras/1452520.htm

Também foram convidados a depor, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, e o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

A CPI volta a se reunir nesta quinta-feira (28), às 9h30.