Diogo Silva, medalhista olímpico, faz apelo aos jornalistas

Diogo Silva
Reprodução/Facebook

A ESPM sediou mais uma o vez o evento Imprensa na Escola, que desta vez tinha como o tema: Cobertura de Olimpíadas e Paralimpíadas. O evento aconteceu em São Paulo nos dias 5 e 6 de abril e contou com a presença de profissionais de marketing e ex-atletas como Diogo Silva

Leia mais:

Abril intenso marca contagem regressiva para a Rio 2016 

Reprodução
Reprodução

Diogo André Silvestre da Silva, ou somente Diogo Silva como é conhecido, é medalhista olímpico de taekwondo e foi um dos palestrantes do evento. Diogo fez um apelo aos jornalistas, pedindo para que nós procuremos saber sobre o assunto antes de ir pra entrevista. Reconhecendo a falta de visibilidade do esporte o atleta disse que boa parte das entrevistas recusadas são pela falta de conhecimento por parte dos repórteres, ‘Quantas vezes vocês acham que eu já respondi sobre quando comecei minha carreira e como foi, isto vocês podem descobrir no Google. Conheçam sobre os atletas antes, é preciso criatividade e conhecimento sobre o esporte para que boas perguntas sejam feitas’.

O apelo do atleta vem em um momento muito oportuno, o país do futebol sediará em pouco mais de 100 dias, os Jogos Olímpicos, Rio 2016. O maior evento esportivo mundial e desafio vocês a saberem o nome de pelo menos três atletas que não sejam do futebol, vôlei, judô ou natação. São 42 modalidades esportivas e um fato especial, rugby e golfe competirão nos jogos pela primeira vez. Talvez pelo momento político vivido pelo país, pouco se fala sobre o evento e muito menos ainda sobre os atletas.

É o momento, ou talvez até já tenha passado o momento da imprensa se preparar para a cobertura deste grande evento, conhecer os atletas. Como bem ressaltou José Colagrossi, diretor da IBOPE Repucom, empresa que faz o levantamento histórico dos jogos olímpicos desde Barcelona, já era hora das crianças estarem brincando de ser atletas nas escolas, querendo ser como eles.

Diogo Silva também ressaltou o fim da dependência da criação de interesse pela mídia sobre determinado esporte, graças as redes sociais, em que o conteúdo é gerado pelo próprio atleta e a demanda é espontânea.

O atleta que será comentarista de taekwondo no Sportv, e finalizou ” Tenham a compreensão do que são os Jogos Olímpicos. Tragam de volta a magia do esporte e falem com mais conhecimento, e menos ‘eu acho’.” Diogo Silva saiu da palestra deixando uma pergunta que certamente ecoou na mente de muitos jornalistas presentes:

‘Qual a imagem que a mídia quer dos Jogos Olímpicos? Uma quebra de record ou uma musa?

Crédito da foto: Reprodução/ Facebook



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."