Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Brasileirão 2016: veja quanto o seu clube irá receber em dinheiro da TV Globo

A TV Globo está enfrentando dificuldades para renovar o contrato com alguns clubes brasileiros pelos direitos de transmissão a partir de 2019, já que o Esporte Interativo, canal do grupo Turner, está oferecendo cotas mais igualitárias entre as equipes. Na emissora carioca,  Flamengo e Corinthians são os clubes mais beneficiados, mas você sabe como é realizada essa divisão e quanto o seu clube leva da emissora por ano pela transmissão das partidas?

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Reprodução

LEIA MAIS:
Audiência da Globo na final do Paulistão sofre queda em relação à 2015
Análise: Globo vai ficar sozinha no Brasileirão se não mudar esquema de parceria 
Flamengo terá menos jogos na Globo do que rival em início do Brasileirão 

A divisão de cotas da TV Globo é dividida em seis diferentes grupos, com os times divididos de  acordo com os critérios de avaliação da emissora, que tem como base a audiência das partidas de futebol. Os grupos estão divididos da seguinte maneira:

Grupo 1 – Corinthians e Flamengo – R$170 milhões cada
Grupo 2 – São Paulo – R$110 milhões
Grupo 3 – Palmeiras e Vasco – R$100 milhões cada
Grupo 4 – Santos – R$80 milhões
Grupo 5 – Cruzeiro, Atlético/MG, Grêmio, Internacional, Fluminense e Botafogo – R$60 milhões cada
Grupo 6 – Coritiba, Goiás, Sport, Vitória, Bahia e Atlético/PR – R$35 milhões cada

O contrato atual da Globo com os clubes brasileiros é válido até 2018 e a divisão de cotas gerou reclamações de todos os participantes, exceto Corinthians e Flamengo, porque os valores do grupo 1 são muito maiores que o do contrato anterior, que era de R$ 110 milhões para cada.

A divisão de valores dos direitos de transmissão do novo contrato da Globo virou alvo do Ministério Público, e em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o sub-procurador geral da República, Sady d’Assumpção Torres Filho, disse que “O atual formato de divisão brasileiro resulta em prejuízo para a coletividade. A qualidade dos campeonatos cai muito por causa dessa diferença do que é pago”. O MP alega que as mudanças discutidas podem coibir uma “espanholização” do futebol brasileiro.

Reprodução/Twitter FUTBOX

Reprodução/Twitter FUTBOX

ESPORTE INTERATIVO:

Principal “pedra no sapato” da Globo, o EI já fechou com Atlético-PR, Bahia, Ceará, Internacional, Santos, Ponte Preta, Santa Cruz, Sampaio Corrêa, Criciúma, Joinville, Paysandu, Paraná (Série B) e Fortaleza (Série C) assinaram compromissos individuais com o Esporte Interativo, que só serão válidos caso estejam na primeira divisão entre 2019 e 2024.

A Globo já fechou com São Paulo, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco, América-MG, Atlético-MG, Cruzeiro, Grêmio, Sport, Chapecoense, Avaí, Náutico, Vitória, Goiás e Londrina.