Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

“Cariocas são bairristas”, diz Neto após relembrar golaço contra o Flamengo no Maracanã

Um dos maiores ídolos da história do Corinthians e craque da primeira conquista alvinegra no Campeonato Brasileiro, em 1990, o ex-meia Neto relembrou um golaço de falta antológico contra o Flamengo, no Maracanã, pelo Brasileirão de 91, e reclamou da falta de reconhecimento dos cariocas em relação à sua obra-prima no estádio mais famoso do mundo.

Rafael Alaby
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Crédito da foto: Reprodução/TV Bandeirantes

LEIA MAIS:
Análise: por que o Corinthians é forte em casa nos pontos corridos e não no mata-mata? 
Eliminação do Corinthians na Libertadores gera audiência recorde à Globo em 2016 

“A verdade é que alguma coisa colocou a bola lá.  Eu chutei a bola para o gol e não para fazer o gol. Olha a diferença. Você acha que o Zico fez um gol igual ao meu no Maracanã? O Roberto Dinamite fez? O Didi fez? É porque como sou eu, como sou paulista, e os cariocas são muito bairristas pra caramba, diga-se de passagem. Pô um gol daquele lá deveria sair uma placa”, disse Neto em entrevista à ESPN 

No dia 5 de maio de 91, há exatos 25 anos, Flamengo e Corinthians empatavam em 1 a 1 no Maracanã. Até que aos 26 minutos da primeira etapa, Neto, do meio da rua, marcou um belo gol de falta com o sua inconfundível perna esquerda, e botou o Timão à frente do placar. O rubro-negro empatou com Gaúcho, mas nos acréscimos Paulo Sérgio garantiu a vitória corintiana no Rio de Janeiro.

A primeira passagem de Neto pelo Corinthians durou até 93. No final de carreira, ele retornou ao Parque São Jorge, mas não conseguiu reeditar o mesmo futebol.

Relembre o golaço de falta de Neto: