Copete será o oitavo colombiano na história do Santos; confira os jogadores

O atacante Jonathan Copete, que estava atuando no Atlético Nacional-COL,  assinou contrato com o Santos, válido por quatro temporadas, desta forma o atleta passa a ser o oitavo jogador colombiano na história do Peixe. Confira quais jogadores da Colômbia atuaram na equipe santista:

Nagila Luz
Nagila Luz (22) é jornalista formada pela UNITAU.
Jonathan Copete é reforço do Santos

Crédito: Jonathan Copete é reforço do Santos - Divulgação

Albeiro Palomo Usuriaga: Em 1996, o atacante que pertencia ao Independiente de Avellaneda, da Argentina, foi emprestado ao Barcelona do Equador. A equipe equatoriana não consultou o Independiente e emprestou Usuriaga para o Santos. Porém, por conta mal entendido, o jogador que disputou apenas uma partida como jogador do Peixe – contra o Fluminense -, precisou retornar ao clube argentino. O atleta era considerado na época uma estrela do futebol sulamericano e chegou ao clube santista para substituir Giovani, que tinha se transferido para o Barcelona.  O ex-atacante colombiano, foi assassinado em 2004 com doze tiros, após sair de um bar.

Victor Hugo Aristizábal: Em 1998, o atacante chegou ao Santos, após passagem pelo São Paulo. Porém, por conta de uma lesão o atleta não foi muito aproveitado no clube santista. Aristizábal é até hoje o maior artilheiro da história da Colômbia, com 350 gols marcados. Assim como Copete – novo jogador do Santos -, o atacante também atuou no Atlético Nacional. No Brasil, além de São Paulo e Santos, o jogador atuou no Vitória, Cruzeiro e Coritiba.

Freddy Rincón: Em 2000, após conquistar o Mundial de Clubes pelo Corinthians, o volante se transferiu para o Santos. Apesar de no Brasil o jogador ter se destacado na equipe corinthiana e no Palmeiras, no Peixe o atleta atuou apenas em 20 oportunidades, marcando um gol.

Juan Carlos Henao: Em 2005, após ter sido campeão da Libertadores pelo Once Caldas, título o qual se consagrou após defender dois pênaltis do Boca Juniors, o goleiro chegou ao Santos. Na equipe santista o arqueiro oscilava entre a titularidade e a reserva, com uma passagem irregular no Peixe o arqueiro retornou ao futebol colombiano.

Mauricio Molina: Em 2008, o Peixe contratou o meio-campista Mauricio Molina que atuava no Red Star Belgrade, clube da Sérvia. No Santos o colombiano não conquistou nenhum título, mas ganhou o carinho do torcedor santista por continuar em campo após quebrar o nariz em partida disputada contra o América do México, pela Libertadores. A atitude de Molina fez com que a torcida o apelidasse de “Deus que sangra”. Por conta de sua entrega em campo, gols e boas jogadas, a imagem do meia foi eternizada no muro do CT Rei Pelé. Molina também participou de um momento importante na história do Santos, no dia 7 de março de 2009, o colombiano foi substituído contra o Oeste, o atleta deu lugar ao atacante Neymar, que fazia seu primeiro jogo como profissional.

Wason Rentería: Em 2011, o atacante Rentería foi contratado pelo Peixe. O jogador não teve muitas oportunidades no clube santista que contava na época com Neymar, Borges, Alan Kardec, Diogo e o jovem Thiago Alves. Em 2012, o atleta conquistou o Campeonato Paulista, porém, em seguida foi dispensado pelo clube.

Edwin Valencia: Em 2015, o volante foi contratado pelo Santos, após sofrer uma grave lesão no joelho direito, durante a Copa América. O Peixe resolveu renovar o contrato do jogador que atualmente é válido até dezembro de 2016.

Jonathan Copete: Após boas atuações na Libertadores da América em 2016, a diretoria santista contratou o atacante por quatro anos, para ter o atleta o Peixe vai desembolsar cerca de R$ 5 milhões.

Foto: Divulgação Atlético Nacional