Torcedores – Notícias Esportivas

Em jogo eletrizante e de muitos gols, Ferroviária e Fluminense empatam pela Copa do Brasil

Ferroviária e Fluminense protagonizaram um dos melhores jogo da Copa do Brasil nesta segunda fase. A partida terminou empatada em 3 a 3 com a Locomotiva atuando boa parte do jogo com um a menos, já que o goleiro Rodolfo foi expulso antes da metade do primeiro tempo.

Rafael Zocco
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Leonardo Fermiano / Ferroviária

LEIA MAIS:
FERROVIÁRIA X FLUMINENSE: CONFIRA OS GOLS DO ELETRIZANTE EMPATE PELA COPA DO BRASIL

Os gols da partida foram marcados por Fred (2) e Magno Alves pelo lado do Fluzão, enquanto Luan e Tiago Marques (2), deixaram as suas marcas na Fonte Luminosa.

Com o resultado, a Ferroviária conseguiu levar o segundo jogo para o Rio de Janeiro, já que o time carioca não conseguiu vencer por dois gols de diferença.

Os times voltam a se encontrar na próxima quinta-feira (12), às 21h45, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

O JOGO

Aos 3 minutos, um lance incrível. O lateral Jonathan tentou recuar para o goleiro Diego Cavalieri, porém Tiago Marques recuperou a bola e chutou na saída do arqueiro tricolor. A bola rebateu em seu corpo e Wescley tentou chute de cobertura. A bola pegou efeito e passou do lado da trave, saindo pela linha de fundo.

Animada com o lance, a Locomotiva começou a marcar a saída de bola do Flu no campo de defesa. O time carioca até os 10 minutos de partida não conseguiu criar nenhum lance de perigo na meta do goleiro Rodolfo.

Porém, aos 13 minutos, o Tricolor carioca teve um gol anulado. Gustavo Scarpa cruzou da esquerda e Jonathan, em posição ilegal, balançou as redes.

No minuto seguinte, pênalti para o Fluminense. Osvaldo cruzou da direita e a bola bateu no braço de Marcão, que estava aberto. No lance, Thallyson recebeu cartão amarelo por reclamação. Na batida, Fred deslocou Rodolfo e inaugurou o placar na Fonte Luminosa: 1 a 0.

Mesmo tomando o gol, a torcida da casa empurrou o time que não desistiu. Aos 19 minutos, Thallyson lançou para Tiago Marques. O atacante foi até a linha de fundo, entrou na área e cruzou. A bola bateu na zaga, voltou para Tiago, que tentou chute direto pro gol. A bola resvalou na zaga e sobrou para João Paulo chutar prensado e Diego Cavalieri fazer defesa segura quase em cima da linha.

Aos 28, a Ferrinha chegou com perigo. Alex Silva tocou para Danielzinho. O meia tentou chute de fora da área, mas saiu longe da meta de Diego Cavalieri.

A Ferroviária tentava, mas foi o Fluminense que ampliou. Após jogada pela esquerda, Gustavo Scarpa cruzou e Fred, quase em cima da linha do gol, tocou a bola de peito para o fundo das redes: 2 a 0.

O que parecia ruim para a Ferrinha, piorou. Aos 30 minutos, em contra-ataque do time carioca, Gerson lançou para Fred. Rodolfo saiu da meta e, de carrinho, ganhou a bola do artilheiro da noite. Porém, o árbitro entendeu como falta e expulsou o goleiro por ser o último homem defesa.

Sem goleiro, o treinador Antônio Picoli foi obrigado a colocar o reserva Alexandre Cajuru no lugar do atacante João Paulo. Na cobrança de falta, Gustavo Scarpa bateu, a bola tocou no travessão, nas costas de Cajuru e Luan afastou o perigo para escanteio.

A reação grená poderia ter começado aos 39 minutos, quando o árbitro marcou mão na bola de Wellington Silva. Thallyson, que havia cometido pênalti no primeiro gol do Tricolor, chamou a responsabilidade e pegou a bola para bater. Na cobrança, o lateral deslocou Cavalieri, mas chutou para fora.

Quando tudo parecia perdido, a Ferroviária mostrou a sua força e conseguiu o impossível. Aos 43 minutos, em cobrança de escanteio, Danielzinho cruzou na área, Luan desviou e matou Cavalieri na jogada que nada pode fazer: 2 a 1 para o Fluminense.

Já nos acréscimos, aos 47 minutos, Wescley fez grande jogada pela esquerda, driblou dois e chutou forte para o gol. Diego Cavalieri espalmou mal para grande área e sobrou para Tiago Marques, que chutou com o gol livre, para empatar a partida na Fonte Luminosa: 2 a 2.

No segundo tempo, o treinador Levir Culpi promoveu duas mudanças. Saíram Osvaldo e Gerson, entraram Marcos Júnior e Douglas, respectivamente.

Poré, logo no início, foi a Ferroviária que criou a primeira chance. Aos 4 minutos, Juninho roubou a bola e achou Tiago Marques livre pelo lado esquerdo. O atacante entrou na área, chutou cruzado e a bola passou com muito perigo do gol tricolor.

Mesmo com um a menos, a Ferroviária não mudou seu estilo de jogo, pressionou a saída de bola e conseguiu o gol da virada. Tiago Marques roubou a bola de Wellington Silva, cortou a marcação de Gum e, de perna direita, chutou com muita categoria, tirando a bola do alcance de Cavalieri. Golaço na Fonte Luminosa: 3 a 2.

Não querendo ficar no prejuízo, o Fluminense quase conseguiu o empate. Jonatan se aventurou no campo de ataque e rolou para chegada de Pierre, que fuzilou para o gol, mas acertou a rede pelo lado de fora.
Querendo evitar o jogo de volta, o Fluzão foi pra cima e colocou o veterano Magno Alves no lugar de Pierre, abrindo mais o meio de campo da equipe.

A falta de criatividade por parte da equipe carioca prevaleceu por boa parte da segunda etapa, prevalecendo lançamentos sem direção e muitos passes errados.

Apesar dos erros, o visitante conseguiu igualar o marcador. Aos 29, Wellington Silva cruzozu da esquerda e Magno Alves, livre de marcação, cabeceou para o fundo das redes de Cajuru: 3 a 3.

Com o empate, os dois times cadenciaram mais o jogo. Tanto Ferroviária quanto Fluminense alternavam no campo de ataque. Mesmo com um homem a mais, o time carioca não apresentava riscos a meta de Alexandre Cajuru.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 3×3 FLUMINENSE
Data: 04/05/2016, quarta-feira
Local: Fonte Luminosa, Araraquara (SP)
Árbitro: Diego Almeida Real (RS)
Assistentes: Vanderson Antönio Zanotti (ES) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Quarto árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Público: 4.610 pagantes
Renda: R$ 81.890,00 reais
Cartões amarelos: Thallyson e Alex Silva (Ferroviária); Pierre (Fluminense)
Cartão vermelho: Rodolfo (Ferroviária)
Gols: Fred (15′ e 29′) do primeiro tempo e Magnu Alves (28′) do segundo tempo para o Fluminense; Luan (43′),Tiago Marques (47′) do primeiro tempo e Tiago Marques (6′) do segundo tempo

FERROVIÁRIA: Rodolfo; Alex Silva, Luan, Marcão e Thallyson; Juninho, Rafael Miranda, Wescley (Kaio) e Danielzinho; João Paulo (Alexandre Cajuru) e Tiago Marques (Caíque). Técnico: Antônio Picoli

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jonathan, Henrique, Gum e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gerson e Gustavo Scarpa; Osvaldo (Marcos Júnior e Fred. Técnico: Levir Culpi