“Estamos moldando o clube para Paulo Bento”, diz diretor de futebol do Cruzeiro

“Estamos moldando o clube para Paulo Bento”, diz diretor de futebol do Cruzeiro
Foto: Washington Alves / Light Press / Cruzeiro

Nessa semana o Cruzeiro apresentou o treinador português Paulo Bento, na Toca da Raposa II, em Belo Horizonte. Bento será um dos primeiros treinadores europeus no futebol brasileiro. O diretor de futebol do clube, Thiago Scuro, falou ao programa Esporte Notícia, da Rádio Bandeirantes de São Paulo, sobre o novo treinador do clube.

LEIA MAIS:
CRUZEIRO PODE TER ATÉ QUATRO NOVIDADES PARA ESTREIA DE PAULO BENTO

Scuro explicou quais fatores foram necessários para a contratação do português. “A busca do Cruzeiro é por qualidade. Qualidade de treinamento, profissionalismo, alto nível de exigência, por processo de treinamento com conhecimento e metodologia. E encontramos em treinadores portugueses, especialmente no Paulo Bento, um profissional com essas características”, disse o diretor de futebol do clube celeste.

O diretor do Cruzeiro explica que, primeiramente, procurou um treinador brasileiro por causa da adaptação. “Buscamos as qualidades necessárias em treinadores brasileiros, pela questão do tempo e da necessidade de adaptação e não conseguimos ter êxito, foi então que entendemos que, apesar do tempo necessário de adaptação, era o momento de dar esse passo com um treinador estrangeiro”, acrescentou.

De acordo com Thiago Scuro, o treinador Paulo Bento conhece o bastante do futebol brasileiro e do clube. “Ele (Bento) tem um conhecimento bom do Campeonato Brasileiro, da dificuldade e da quantidade de clubes que entram para buscar o título. Um conhecimento bom das dificuldades de gerenciar uma competição quase continental. Paulo Bento deixou claro desde o início que por causa das viagens são muito longas e calendário intenso, será exigido uma adaptação na forma de treinar e de jogar. Mas mais do que isso, um conhecimento muito profundo do Cruzeiro, da equipe, dos jogadores e de como a equipe vem jogando este ano. Da característica que cada jogador demonstra dentro do clube”, relatou Scuro à Rádio Bandeirantes, de São Paulo.

Em 2015, o Cruzeiro teve três treinadores: Marcelo Oliveira, Vanderlei Luxemburgo e Mano Menezes. Em 2016, o clube começou com Deivid. Apesar das várias mudanças do comando celeste, Scuro disse que Bento terá tempo para conquistas os resultados esperados. “A expectativa é que o Paulo Bento fique até o fim de 2017, quando o Gilvan encerra o seu mandato. O histórico do Paulo Bento nos dá essa segurança também, e a gente espera que ele tenha vida longa no Cruzeiro. Estamos moldando todo clube para atender as necessidades e dinâmicas do Paulo. Sabemos que o treinador precisa de adaptação para os resultados virem, mas tenho certeza que esses resultados virão”, finalizou o diretor de futebol do Cruzeiro.