Evair elege os 5 goleiros “pegadores de pênaltis” da sua geração

Divulgação

Em conversa com o Torcedores.com, o ex-atacante Evair elegeu os 5 goleiros “pegadores de pênaltis” de sua geração.

Exímio cobrador de penalidades máximas, Evair admitiu dificuldade para montar o top 5. “Tinha vários (risos). Minha geração tinha muitos bons goleiros que eram especialistas em defender pênaltis”, comentou o ex-atleta.

Dentre diversas opções, Evair escolheu estes 5. Confira:

Marcos

Carinhosamente chamado de Marcão por Evair, Marcos foi prontamente citado pelo jogador. Juntos conquistaram diversos títulos pelo Verdão, em especial a Libertadores de 1999, quando o goleiro assumiu a titularidade no início da competição e foi o grande destaque, principalmente no clássico contra o Corinthians, pelas quartas de final, defendendo a cobrança de Vampeta.

Divulgação
Divulgação

 

Novamente contra o Corinthians em 2000, nas semifinais, Marcos defendeu a cobrança de Marcelinho Carioca, levou o Palmeiras à final e ficou eternamente marcado pelos palmeirenses como “São Marcos”. Posteriormente ajudou o Verdão em disputas contra Cruzeiro e Sport, também pela Libertadores, além de ter sido titular na campanha do Brasil na Copa de 2002.

Taffarel

Titular em 3 Copas do Mundo, Taffarel se tornou mundialmente conhecido como defensor de pênaltis após a Copa de 1994, na disputa contra a Itália.

Divulgação
Divulgação

 

Em 1998 contra a Holanda ajudou a levar o Brasil para mais uma final com duas defesas na disputa das penalidades.

Dida

Frieza, é a palavra que define este goleiro. Alto, mas com uma agilidade e um reflexo apurado para cobranças de pênaltis, Dida defendeu diversas cobranças de diversos grandes jogadores ao longo de sua carreira, seja pela seleção brasileira na Copa das Confederações de 1999, seja em um clássico contra o São Paulo em duas cobranças de Raí, seja em uma final de Champions League contra a rival do Milan, a Juventus.

Dida Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Divulgação
Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Divulgação

 

Sempre demonstrando frieza e tranquilidade para ajudar suas equipes, Dida é nome certo na lista de Evair.

Dida defendeu o Brasil em 3 Copas, sendo campeão em 2002 e titular em 2006.

 

Zetti

Se Rogério Ceni ficou eternizado pelos gols de falta, Zetti é constantemente lembrado pela torcida do São Paulo como um dos maiores “pegadores de pênaltis” graças às campanhas nas Libertadores de 1992, quando deu o título para o Tricolor com defesas na final contra o Newell’s Old Boys, e em 1994, quando levou o São Paulo a mais uma final na disputa de pênaltis contra o Olímpia.

Zetti Foto: Divulgação
Divulgação

 

Campeão do mundo em 1994, Zetti foi bi-campeão da Libertadores e Mundial pelo São Paulo.

Velloso

Destaque no começo dos anos 90, Velloso realizou várias defesas em cobranças de pênaltis ao longo da carreira.

Reprodução Youtube
Reprodução Youtube

 

Titular de 1994 até 1999 pelo Palmeiras, Velloso conquistou muitos títulos e participou de 455 partidas pelo Verdão, sendo o 5° goleiro com mais aparições.

Defendeu a seleção brasileira em alguns amistosos ao longo da década de 90.