Ex-treinador de lutador do UFC invade hotel e agride atleta em Curitiba

O ex-treinador de jiu-jitsu do lutador meio-médio Matt Brown, Rodrigo Botti, invadiu na manhã do último domingo (15), o hotel em que estavam hospedados os atletas do UFC para o evento ocorrido neste sábado e agrediu de surpresa o ex-aluno norte-americano. O agressor acabou imobilizado pelos treinadores de Brown e foi encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos à polícia.

LEIA MAIS:
EM VIDEO, WANDERLEI SILVA FALA DE CIRURGIA E LAMENTA DERROTA DE WERDUM
JOANA PRADO EXALTA BELFORT APÓS DURO REVÉS NO UFC: “MEU ETERNO CAMPEÃO”

Segundo Botti, em conversa registrada no vídeo com o vice-presidente de Desenvolvimento de Atletas do UFC, Reed Harris, a agressão ocorreu como forma de vingança por um caso ocorrido em fevereiro do ano passado, quando Matt Brown, ainda aluno do treinador, o teria agredido após discussão na academia onde ocorriam os treinamentos. Na época Botti ainda prestou contas à polícia americana contra o lutador, mas o caso foi arquivado por falta de provas.

O vídeo foi filmado por Jason Parillo, treinador de boxe da brasileira Cristiane “Cyborg” Justino, e se remete ao momento posterior à agressão, quando o agressor é imobilizado pelos treinadores de Brown e é contra-atacado pelo atleta. Depois, o vídeo foi retirado do ar.

A passagem do lutador pelo Brasil se encerra, assim, de forma lamentável, já que além de ser derrotado por Demian Maia no cara preliminar do UFC 198, Brown agrediu um torcedor momentos antes da luta com o brasileiro.