Herói do Atlético Nacional provoca goleiro rival e causa briga na Libertadores; veja

Em um jogo emocionante do início ao fim, o Atlético Nacional, da Colômbia, garantiu passaporte para a semifinal da Libertadores, nesta quinta-feira, ao derrotar os argentinos do Rosario Central por 3 a 1 em Medellín. A partida ganhou ar dramático desde a etapa inicial quando os visitantes saíram na frente em pênalti polêmico, porém coube a Orlando Berrío, que saiu do banco, decidir a partida aos 49 minutos do segundo tempo.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Reprodução/Twitter

LEIA TAMBÉM:
[VÍDEO] Garoto chora e agradece aos céus por classificação épica do Atlético Nacional na Libertadores
Atlético Nacional 3×1 Rosario Central: reveja os gols do jogão pelas quartas da Libertadores

O gol salvador foi o estopim de uma briga generalizada entre jogadores do Atlético e do Rosario. Tudo porque os argentinos, com um jogador a menos, faziam “cera” para o tempo passar, causando indignação dos colombianos. Aos 49 minutos, Berrío pegou a sobra após confusão na área e finalizou para fazer o gol da classificação.

Na comemoração, os jogadores do Atlético provocaram o goleiro Sosa e daí os argentinos partiram para a briga. O resultado foi a expulsão do próprio Berrío e de Musto, do Central. O Rosario ainda perdeu a cabeça mais tarde, e Lo Celso também recebeu o vermelho direto por agredir um adversário.

Dessa maneira, o Atlético Nacional, time de melhor campanha na fase de grupos, será o adversário do São Paulo nas semifinais, em julho. O primeiro jogo será disputado no Morumbi, e a partida decisiva será em Medellín.

Reveja o gol salvador de Berrío e a provocação contra os argentinos: