Luan comemora retorno ao Palmeiras: “saí pra voltar mais forte”

Palmeiras
Cesar Greco / Palmeiras / Divulgação

Campeão pelo Palmeiras em 2012, o atacante Luan foi emprestado em 2013, mas retornou em 2015 ao clube para tratar de uma lesão. Recuperado, o atleta faz parte dos planos de Cuca e comemora a possibilidade de mostrar mais uma vez seu futebol à torcida alviverde.

LEIA MAIS
Mercado da bola: tem gringo chegando? Veja as novidades nas negociações do Palmeiras
Evair barrado no Allianz Parque? Entenda o que aconteceu

O escalado para conceder entrevista coletiva na tarde desta terça-feira era Fernando Prass, mas o goleiro não treinou por conta de dores que até podem tirá-lo do jogo contra a Ponte Preta. Para o lugar do novo ídolo palmeirense, o atacante Luan foi o escolhido para conversar com a imprensa. Muito feliz com a nova oportunidade no Verdão, o jogador comemorou bastante estar entre os escolhidos de Cuca.

“Eu estou feliz pela volta. Todo mundo sabe da ansiedade que eu estava para voltar. Passei bastante dificuldade com essa lesão. Agora é cada vez ganhar mais confiança, qualidade na parte defensiva e tática e ir embora”, explica Luan. “Eu estou mais forte. É difícil ficar fora de campo. Eu procurei melhorar a cada dia, a cada treinamento, para voltar 100%. Hoje estou melhorando ainda, por ficar bastante fora, mas 100%”, completa.

Luan foi um dos destaques do Palmeiras no retiro de treinamentos em Atibaia. O jogador revelou um pouco de sua conversa com o treinador do Verdão. “O Cuca me chamou para conversar, perguntar como eu estava. Ficou feliz com os treinamentos lá em Atibaia, e eu contente por fazer os trabalhos 100% e ter a confiança de tocar a bola, correr, brecar, mudar de direção. Estou contente. Não vejo a hora de ter uma oportunidade para demonstrar dentro de campo”, comentou o atacante.

Após a chegada de Cuca e a reformulação do elenco alviverde, Luan era tido por alguns jornalistas e parte da torcida como carta fora do baralho. Os resultados nos treinamentos, contudo, mostraram o inverso. O atacante ficou até mesmo entre as opções no banco de reservas na estreia do Palmeiras no Brasileirão, diante do Atlético-PR.

“Foi uma surpresa para mim (ser relacionado na estreia). Mesma coisa que foi quando subi para o profissional. Cheguei a chorar no quarto, por tudo o que passei. Passa um filme na cabeça, quando estava com muleta, com cortes no pé. De repente você está na lista. Lógico, com sua garra, com a vontade do treinador. Isso me emocionou bastante. Era tudo novo”, comentou.

TITULAR?

No entanto, não será fácil para Luan conseguir uma vaga no time titular. Pelos lados do campo, posição em que costuma atuar, o Verdão está servido de Gabriel Jesus, Dudu, Róguer Guedes e até mesmo Rafael Marques, que já afirmou que prefere jogar nessa faixa do campo. O argentino Allione, que se recupera de lesão, é outro concorrente por vaga no time.

“O time está redondinho, focado, com qualidade. Vai ser difícil ter uma brecha. Mas assim que tiver vou estar pronto para agarrar. Quando você trabalha em um time de qualidade, você respeita quem está jogando. Você sabe que ele tem a mesma qualidade de você ou melhor. Sabe que vai ter de esperar para poder aproveitar a oportunidade”, disse Luan, sem, no entanto, perder a confiança própria.

“Acredito que chegou minha vez de mudar um pouco de destino. Foi quando conversei com os profissionais que trabalham comigo. Saí para voltar mais forte. Não com lesão, mas tenho certeza que estou mais forte, experiente, para ajudar a equipe do Palmeiras”, finalizou.

Foto: César Greco / Palmeiras / Divulgação