Marcelinho Carioca revela mágoa com a saída do Flamengo: “Saí p..da vida”

Marcelinho
Foto: Reprodução/ESPN

O torcedor do Flamengo que tem mais de 30 anos deve se lembrar bastante da geração campeã da Copa São Paulo de Juniores de 1990 que acabou projetando vários craques aos profissionais. Marcelinho Carioca foi um deles. Durante participação no programa “Resenha ESPN”, o ex-meia revelou mágoa com a forma de como saiu do rubro-negro em 93 e disse não ter sido valorizado pelo clube.

LEIA MAIS:
Brasileirão tem o pior número de gols em uma primeira rodada da era pontos corridos 
Marcelinho Carioca elege os melhores cobradores de falta do Brasil 

“A gente tinha muita alegria de jogar futebol, de estar em campo, se divertir e o Flamengo estava formando uma geração, lógico guardadas as devidas proporções (…) O Flamengo sempre jogava sempre no 4-3-3. Não tinha como comparar Andrade, Adílio e Zico com a gente. São caras sensacionais. Se desfez de um time que se entendia no olhar. Eu já sabia que se o Djalma pegasse a bola na esquerda, ele poderia fazer lançamento de 20 e 30 metros, e a bola iria chegar na maior qualidade”, disse o Pé de Anjo, que após saída do Flamengo fez enorme sucesso no Corinthians.

Marcelinho Carioca destacou que além dele, outros atletas como Djalminha e Marquinhos saíram chateados após não terem se sentido valorizados pelo clube.

“Respeito muito o Clube de Regatas Flamengo. Sou muito grato, mas você sai do Madureira e ascende no futebol brasileiro no Flamengo. Mas na verdade a gente não queria ter saído. Isso é notório. Aí o Djalma sai chateado, eu saio p…da vida, o Marquinhos chateado. Todo mundo saiu assim. Não fomos valorizados. Fui vendido por 500 mil dólares. Aí depois (pelo Corinthians) fui vendido (ao Valencia) por 8 milhões de dólares”, completou.

Presente no programa da ESPN, o ex-meia Djalminha fez coro as palavras do ex-companheiro.

“Todos saíram assim, o Júnior Baiano, Rogério, Paulo Nunes, que foi até emprestado. A gente não sabia se iria conseguir chegar ao que fez a geração Zico, mas esse time tinha muitas condições pra isso”, concluiu.

Com a camisa do Flamengo, Marcelinho Carioca esteve presente nas conquistas da Copa do Brasil de 1990, do Campeonato Carioca de 1991 e do Campeonato Brasileiro de 1992.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)