Mercado da bola: Cleber no Flamengo? Veja o que sabemos sobre o caso

Getty Images

Com a saída de Wallace na semana passada, o Flamengo precisa urgentemente contratar zagueiros. Isso não quer dizer que Juan, Léo Duarte e Rafael Dumas não vão brilhar daqui para frente na temporada, mas Muricy Ramalho precisa de reposição para o setor. A esperança de um reforço de peso era Cleber, ex-Corinthians e atualmente no Hamburgo, porém reportagem do GloboEsporte.com informou que o clube alemão rejeitou a oferta rubro-negra.

LEIA TAMBÉM:
FOTOS: conheça as mais belas mulheres dos protagonistas do Campeonato Brasileiro 2016
Diretor do Flamengo revela vontade do clube em ter o retorno de Hernane Brocador
Muricy revela que entrada de Everton fez Flamengo voltar ao esquema 4-4-2
Brasileirão: veja como o Flamengo está na classificação ao término da 1ª rodada 

A proposta do Flamengo é na casa dos 2 milhões de euros pelo zagueiro, mas a direção do Hamburgo deseja valorizar com uma possível venda de Cleber – por isso quer, ao menos, 2,5 milhões para negociá-lo nessa janela de transferências.

O QUE SABEMOS
Reportagem do Torcedores apurou que recentemente o Hamburgo vem passando por algumas mudanças em sua cúpula, e ainda não contratou um novo diretor de futebol. Até a chegada de um novo profissional na área, a posição dos alemães não seria rechaçar qualquer oferta rubro-negra, porém, para haver negócio, os valores por parte dos cariocas precisam aumentar.

Enquanto isso, o Flamengo vem trabalhando com outros dois nomes e se conseguir chegar a um acerto, o nome de Cleber seria descartado. Vale lembrar que o empresário do defensor está na Europa para conversar com a diretoria do Hamburgo em busca de um desfecho positivo para os cariocas – o próprio zagueiro deixou claro que seria uma intenção retornar ao futebol brasileiro.

Nos próximos dias, o Flamengo vai tentar avançar nas tratativas para contratar Juninho, do Coritiba. As duas partes e o empresário do atleta não falam sobre o negócio, mas o Rubro-Negro deve pagar em torno de R$ 2 milhões por 50% dos direitos econômicos do zagueiro. O mercado sul-americano também é outra alternativa para os cariocas reforçarem o elenco para 2016, porém ainda sem alvos confirmados.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.