Novo campeão do UFC concilia lutas com carreira de bombeiro

Getty Images

O norte-americano Stipe Miocic se tornou o mais novo campeão do UFC ao nocautear o brasileiro Fabricio Werdum em apenas 2m47 na luta principal do UFC 198, em Curitiba, na madrugada do último domingo (15). A vitória tornou o lutador, que é descendente de croatas, mais conhecido do público em geral. Mas o que pouca gente sabe é que o atleta também trabalha como bombeiro nos Estados Unidos.

LEIA MAIS:
WERDUM JÁ PENSA EM REVANCHE PELO CINTURÃO: “MIOCIC NÃO É MELHOR QUE EU”

Miocic, de 33 anos, vive em Cleveland, nos Estados Unidos. E lá trabalha no Corpo de Bombeiros, algo que, de acordo com o lutador, não será deixado de lado após a conquista do cinturão do UFC.

“Vou manter a receita do que vim fazendo até hoje. Eu amo ser um bombeiro e ajudar as pessoas. Agora sou o campeão, mas não deixarei de ser o mesmo bombeiro”, disse Miocic em entrevista coletiva após o UFC 198.

A vida “em chamas” de Miocic, embora seja motivo de orgulho do lutador, é pouco divulgada. Nas redes sociais do atleta – assim como no site oficial – há pouquíssimas menções à profissão paralela do descendente de croatas.

Esta imagem é uma das poucas em que Miocic está de uniforme.

Nos ringues ou no octógono do UFC, a trajetória do americano-croata é excelente. Profissional desde 2010, Miocic tem 17 lutas no cartel. Foram 15 vitórias e apenas duas derrotas (para o holandês Stefan Struve, por nocaute, em 2012, e para o brasileiro Junior Cigano, por pontos, em 2014). Antes disso, entre 2006 e 2008, Stipe disputou cinco combates como amador. Venceu todos.

Novo rei da divisão dos pesos pesados, Miocic agora quer seguir com o título por muito tempo. Ele, contudo, não espera que sua primeira defesa de cinturão seja contra o agora ex-campeão Fabricio Werdum.

“Ele é o ex-campeão, mas quem decide a minha próxima luta é o UFC. Vou lutar contra quem quer que eles ponham na minha frente, não importa quem seja. Agora só quero ir para casa, porque vou me casar daqui a alguns dias, e quero descansar”, falou.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.