Opinião: Em estreia, Atlético-MG deu mostras da força de seu elenco

Crédito da foto: Bruno Cantini/CAM

Atlético-MG e Santos se enfrentaram, no último sábado (14), no estádio Independência, em partida válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2016.

LEIA MAIS:
Mesmo com reservas, Atlético-MG se impõe e derrota o Santos no Independência

O técnico Diego Aguirre poupou os titulares e mandou a campo o time reserva, pensando no jogo de quarta-feira contra o São Paulo, pela Copa Libertadores. O Alvinegro de Minas se deu bem e venceu a partida por 1 a 0, gol de Cazares, marcado ainda na primeira etapa.

O Atlético começou bem o BR16 e mesmo com o time reserva, venceu o Santos bicampeão paulista. Mas o que esse jogo pode nos dizer sobre o time da Cidade do Galo?

Mostra a importância de se ter um bom elenco para a sequência da temporada. Aguirre tem boas opções para armação do time e alguns jogadores deram mostras de que pode ser de grande utilidade durante o ano. Caso dos volantes Eduardo e Lucas Candido, que fizeram uma boa partida, principalmente no primeiro tempo, dando proteção à zaga e evitando maiores problemas para o goleiro Wilson. Caíram um pouco de ritmo na segunda etapa, mas nada que comprometesse.

Uma boa aparição foi a do jovem Gabriel, zagueiro da base, que jogou improvisado na lateral direita, apesar de ter apoiado pouco, foi essencial para conter as avançadas santistas pelo lado esquerdo de seu ataque. Além de ter sido o autor do lançamento que originou o gol de Cazares.

Cazares foi outro jogador que se destacou muito na partida, com boa movimentação e bons passes, sempre encostando nos companheiros chamando para a tabela. Ele pode ser uma arma importante não somente para o Brasileiro, mas principalmente para o jogo de quarta feira, quando o Galo certamente precisará de boas opções de passe, para superar a defesa do São Paulo.

E ao que tudo indica, Wilson se recuperou bem das críticas que vinha sofrendo, desde o jogo contra o Cruzeiro, pela primeira fase do Mineiro 2016. Partida vencida pelo time da Toca por 1 a zero, em uma bola que o jovem goleiro rebateu. Mas ontem ele esteve firme e fez intervenções importantes, como aos 26 minutos do segundo tempo após fazer defesa em dois tempos, em chute de Victor Ferraz, com uma saída arrojada da meta, ele dividiu com Gabriel e evitou o gol do Peixe, outra em chute de fora da área de Victor Ferraz, aos 37.

Todas estas boas opções dão ao Galo condições de, hoje, se colocar na briga pelo título do campeonato, além é claro do fato de ter uma equipe titular muito forte para a disputa da competição. Na próxima rodada o Santos recebe o Coritiba, na Vila Belmiro, enquanto o Galo vai à capital paranaense enfrentar o Atlético de lá.