Opinião: Inter precisa de mais reforços

Inter x Sport
Ricardo Duarte / Internacional

O Inter fez a sua estreia no Brasileirão 2016 diante da Chapecoense na noite deste domingo, 15, mas não saiu do 0-0. Mais que a igualdade sem gols, falta de articulação de jogadas e, por vezes, de técnica e experiência de algumas peças específicas. Para sonhar mais alto no nacional, o colorado gaúcho precisa de reforços.

Tá certo que o Inter não pôde contar com Anderson, Rodrigo Dourado e Valdívia na estreia do Brasileirão, mas isso apenas reforça uma tese clara: o colorado PRECISA de reforços. Urgente, aliás. A falta de reposição, principalmente do meio pra frente, escancara a fragilidade gaúcha e poderá fazer muita falta na sequência do campeonato.

Um torneio tão longo quanto o Brasileirão exige um plantel mais numeroso, tanto em peças quanto em qualidade. O presidente Vitorio Piffero já prometeu reforços, mas eles precisam chegar com status de titulares. A fragilidade técnica na armação de jogadas é notória. O jovem Andrigo, ao menos por enquanto, não pode ser o único responsável pela criação colorada.

O ataque é muito bom, com Eduardo Sasha e Vitinho, mas do que adianta se a bola não chega redonda? Na noite deste domingo, por vezes a dupla precisou voltar até o meio-campo para buscar a jogadas. Fernando Bob também não vem demonstrando o mesmo bom futebol apresentado na Ponte Preta, o que dificulta ainda mais a inteligência no meio-campo.

Os reforços precisam vir o quanto antes. O campeonato é longo, são 38 rodadas, mas o início é fundamental. A história mostra que se preocupar apenas na reta final não adianta nada. Aqueles pontos perdidos no início fazem muita falta. E o Inter já perdeu dois…

Foto: Ricardo Duarte / Internacional