Zika vírus e H1N1 preocupam NBA para o Rio-2016

NBA
Reprodução/Facebook

Com os surtos de zika vírus e da gripe H1N1 (a gripe suína) no Brasil, a preocupação com a saúde dos atletas para os Jogos Olímpicos do Rio-2016 é crescente entre as delegações que devem participar da competição. A NBA, principal liga de basquete do mundo, também se mostra atenta à situação e já procura fazer um monitoramento da difusão das duas doenças pelo país.

LEIA MAIS

EX-ATLETA PROTESTA NO FACEBOOK CONTRA ORGANIZADORES DO EVENTO COM TOCHA OLÍMPICA

LESIONADO, USAIN BOLT PODE SER DÚVIDA NOS JOGOS DO RIO

THUNDER VENCE WARRIORS COM UMA ATUAÇÃO MAGNIFICA DE RUSSELL WESTBROOK

ÍDOLO DO BASQUETE EXPLICA POR QUE NÃO LEVARÁ TOCHA OLÍMPICA: “FALTA DE RESPEITO”

Arnon de Mello Neto, diretor executivo da NBA em território brasileiro, disse que o braço nacional da liga já iniciou uma observação da situação sobre o zika e a H1N1 e que as equipes devem receber todos os dados para assegurar que os atletas que forem aos Jogos possam se prevenir.

“Estamos coletando informações quase que diariamente com as autoridades brasileiras e repassando as informações para os médicos da NBA, e eles a repassarão em seguida para os clubes”, disse Mello Neto, segundo o Uol Esporte.

O dirigente da NBA no Brasil afirmou que, apesar de toda a insegurança que a situação destas doenças no Brasil pode causar, não há nenhum tipo de preocupação mais grave quanto a permitir que os jogadores da liga joguem o Rio-2016.

“Nós estamos tranquilos de que não teremos maiores problemas e que é uma questão de informação. Temos que claro, manter os nossos atletas informados sobre o que está acontecendo, mas neste momento, não vejo nenhuma preocupação, muito pelo contrário”, afirmou.

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook)