Apresentador dos EUA ‘alfineta’ Rio 2016 e diz que Jogos podem ser catastróficos

Crédito da foto: Reprodução/CBS

Os Jogos Olímpicos do Rio 2016 são motivo de muitas críticas fora do Brasil, por conta das obras atrasadas, da violência, da crise financeira que ronda o Estado do Rio de Janeiro, além do vírus zika. Alguns nomes relevantes da mídia vão além e tratam a Olimpíada carioca com piadas. Foi o que fez o apresentador Stephen Colbert, do famoso programa de entrevistas “Late Show”, do canal CBS, dos Estados Unidos, na terça-feira (28).


VEJA MAIS
SE VOCÊ FOSSE JOGADOR DA ISLÂNDIA, COMO SE CHAMARIA? SITE ‘TRADUZ’ SEU NOME EM ISLANDÊS; VEJA
SPORTV TEM MAIOR AUDIÊNCIA DO ANO COM CHILE X ARGENTINA
NO TWITTER, AMÉRICA-MG PROMOVE CAMPANHA EM PROL DAS MULHERES

Logo da Rio 2016 é ironizado por TV estadunidense - Crédito da foto: Reprodução/CBS
Logo da Rio 2016 é ironizado por TV estadunidense – Crédito da foto: Reprodução/CBS

Ele não poupou as palavras ao falar dos Jogos e usou a ironia para comentar. “Estou empolgado para os Jogos do Rio. Faltam menos de dois meses… Ou nunca”, iniciou Colbert. “Ainda ontem, o governador do Rio de Janeiro avisou que ‘os Jogos Olímpicos poderão ser um grande fracasso’. Na verdade é uma evolução, porque antes parecia ser uma enorme catástrofe”, cutucou. Um logo modificado da Rio 2016 com armas no lugar da união das pessoas foi mostrado.

“Os Jogos Olímpicos estão em reais apuros: muitos dos locais ainda não estão acabados, possivelmente porque mais de 10 bilhões de dólares em contratos de construção foram para somente cinco empresas, os quais já estão sob investigação por fixação de preços e propinas, o que já levou a altos executivos de serem presos ou acusados. Apesar do lado positivo para eles, as prisões não serão concluídas até 2036″, prosseguiu em tom de brincadeira Colbert, que falou também do vírus da zika.

“Mas corrupção e criminalidade não são a única coisa que assolam a Olimpíada. Há também uma praga real. Porque o medo sobre o vírus da zika, que pode causar problemas em recém-nascidos, levou alguns atletas a ficarem em casa, e outros para tomar precauções especiais, como o congelamento de seu esperma”, finalizou o apresentador estadunidense.

Veja abaixo o vídeo completo do comentário de Stephen Colbert (em inglês):



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.