Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

João Schmidt fala sobre Bauza: “hoje a gente sabe o que ele quer”

O volante do São Paulo, João Schmidt, participou nesta segunda-feira (6) do programa Baita Amigos, do canal Bandsports. Entre várias respostas, o jogador disse que hoje o elenco são paulino consegue compreender as orientações do técnico Edgardo Bauza: “hoje a gente sabe o modelo de trabalho que ele quer”.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Reprodução/Instagram João Schmidt

LEIA MAIS:

CRUZEIRO PERDE MAIS UMA PRO SÃO PAULO E É CHAMADO DE FREGUÊS NAS REDES SOCIAIS

NAMORADA DE CALLERI FAZ ENSAIO FOTOGRÁFICO EM PLENA AVENIDA PAULISTA; VEJA GALERIA

“Hoje a gente sabe o modelo de trabalho que ele (Bauza) quer. Hoje a gente entende o que ele pede pra gente fazer dentro de campo e isso nos ajuda muito”, afirmou o volante, que vem recebendo oportunidades seguidas com o treinador no time do São Paulo. João também falou sobre essas chances que está tendo:

“Eu tive mais oportunidades depois que voltei de Portugal, que aí eu peguei o Osorio (ex-treinador do São Paulo) e depois o Paton. O Bauza me deu mais oportunidades, com o Osorio não tive uma partida como titular e com o Paton eu ganhei mais chances”, disse.

O São Paulo não começou bem a temporada, mas mudou esse quadro nos últimos três meses. Para João, a torcida e a diretoria têm uma parcela de responsabilidade nisso. “Hoje acho que as coisas boas refletem nos bons jogos. A torcida comparecendo, a diretoria sendo transparente com os jogadores, tudo isso ajuda muito o grupo e o momento do São Paulo é muito bom”, garante.

Perguntado sobre em qual posição gosta de atuar, João expõe a preferência, mas diz que isso depende. “Jogo nas duas. Gosto de sair mais pro jogo, mas se o time joga com três volantes prefiro ficar centralizado para fazer a saída de bola. Isso depende do modelo tático”, atesta.

O time do Morumbi está na semifinal da Copa Libertadores e o elenco conta com três jogadores campeões do torneio: Lugano, Ganso e Wesley. João explica como eles ajudam os garotos do plantel na competição:

“Eles não foram campeões à toa, conhecem bem a competição e o que eles tentam passar mais para nós é a tranquilidade. A gente sabe que a Libertadores é um campeonato diferente dos outros, é um campeonato que a gente não pode vacilar”,

Por fim, João falou sobre o vínculo com o São Paulo. “A gente vem conversando sobre a renovação, mas vamos ver o melhor caminho para o clube”, concluiu.

As melhores notícias de esportes, direto para você