Mercado da bola: Empresário de Tobio fala sobre ida ao Flamengo

No início desta semana surgiu a informação de que o Flamengo negocia a contratação do zagueiro Fernando Tobio, do Palmeiras, mas que está emprestado ao Boca Juniors até o dia 22 de junho. De acordo com o empresário do atleta no Brasil, José Galante, não houve qualquer contato do time carioca na tentativa de trazer o defensor de 26 anos.

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores.com

Crédito: Foto: Divulgação/Flamengo

LEIA MAIS:

MERCADO DA BOLA: PALMEIRAS EMPRESTA ZAGUEIRO AO BRAGANTINO
MERCADO DA BOLA: VEJA AS NOVIDADES NAS NEGOCIAÇÕES DO PALMEIRAS
MERCADO DA BOLA 2016: PALMEIRAS EMPRESTA GOLEIRO À PORTUGUESA
A PEDIDO DA GLOBO, CBF MUDA HORÁRIO DE JOGO DO MENGÃO; ENTENDA
37 PENSAMENTOS QUE TODO MUNDO TEM QUANDO VAI AO ESTÁDIO PELA PRIMEIRA VEZ

Segundo o agente, a possibilidade do argentino defender o Flamengo é nula neste momento. “Não há qualquer negociação. Zero“, afirmou Galante ao Torcedores.com.

O Tobio retorna ao Palmeiras após o fim do período de empréstimo no Boca, no dia 22. O Palmeiras também não nos passou nada sobre negociação ou permanência“, completou.

Consultado pela reportagem, o Palmeiras não confirmou a negociação. A diretoria do clube tem como regra só comentar sobre jogadores já contratados ou já negociados, nunca em negociação ou sobre especulações.

Por outro lado, O Flamengo também deve anunciar ainda nesta semana a chegada de outro zagueiro, o Rafael Vaz, que tinha contrato com Vasco até essa segunda-feira.

Com Juan lesionado, e César Martins suspenso, o Flamengo fica sem muitas opções para a zaga titular, e deve escalar Rafael Dumas com o Léo Duarte.

Tobio foi contrato pelo Palmeiras em 2014, vindo do Vélez Sarsfield, a pedido do então treinador Ricardo Gareca, mas teve problemas com lesões e acabou emprestado por um ano ao Boca, na metade de 2015 – no seu país, ele foi campeão argentino e da Copa Argentina. O contrato do atleta com o time paulista tem duração até junho de 2019.

O Boca ainda tem opção de compra de 50% dos direitos econômicos do jogador até o dia 22, por cerca de R$ 8 milhões, mas não deve fazer proposta.