Caveirinha? Na China Geuvânio agora é só “Geu”

Há sete meses na China após o convite de Luxemburgo para o Tianjin Quanjian, Geuvânio deu entrevista ao GloboEsporte.com contando sobre sua nova fase e contou que deixou para trás o apelido de ‘Caveirinha’.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Foto: geuvanio

Leia mais:

VÍDEO: GEUVÂNIO MARCA GOLAÇO E LUÍS FABIANO FAZ DOIS NA SEGUNDA DIVISÃO DA CHINA

VÍDEO: GEUVÂNIO DÁ DUAS CANETAS HUMILHANTES EM JOGADOR NA CHINA

Aqui ninguém me conhece como Caveirinha, não. Já é difícil pros chineses falarem Geuvânio, imagine Caveirinha? (risos). Durante o jogo eles me chamam mais de “Geu”. Quando estou com a bola, eu ouço uns gritos “Geu! Geu!” – contou o atacante de 24 anos, ao GloboEsporte.com.

Geuvânio, ou só Geu agora disse que ficou ainda mais fácil se adaptar com a chegada de Jadson e Luis Fabiano. “Já me sinto tranquilo aqui. Minha noiva, meus pais e meu irmão estão comigo. As famílias do Luis e do Jadson estão sempre com a gente. Somos todos vizinhos. Às vezes, nós saímos todos juntos para passear, conhecer o país, a cultura, parques, restaurantes. Tem muita coisa legal e bonita aqui na China. A parte mais difícil é entender o que os chineses falam, mas tem um tradutor que está sempre com a gente. Estou me adaptando muito bem “, disse Geuvânio.

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook Oficial do Geuvânio

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook Oficial do Geuvânio

Mas em contrapartida, sente falta da família e do tradicional arroz com feijão.” Estou sempre falando com os caras que eu joguei no Santos. Temos um grupo no WhatsApp até hoje. O Instagram também ajuda um pouco a matar a saudade do pessoal, vejo as fotos, comento, troco mensagens. O Ricardo Oliveira é com quem eu mais falo, ele é um irmãozão para mim. Com o WhatsApp, dá para manter contato facilmente”.

Ele também contou que já assustou com o carinho de um fã que fez um escândalo para uma foto:

Escutei um cara gritando, tomei um baita susto. Era um torcedor querendo tirar foto comigo, mas ele fez o maior escândalo no shopping, ficou todo mundo olhando. Eu não entendi nada do que ele falava. Eu só entendia “Geuvânio! Geuvânio! Foto! Foto!”. Tirei, aí ele foi embora com a filhinha no colo. Quando fui cortar o cabelo aqui na China pela primeira vez, não estava botando fé que o chinês fosse cortar meu cabelo bem. Eu falava que queria o corte de um jeito, mas não sabia se ele tinha entendido ou não. Mas até que ficou legal – lembrou ele.