Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Cicinho revela que jogaria de graça no São Paulo: “Sem problema”

Cicinho jogou no São Paulo entre 2004 e 2006 e deixou uma história no Tricolor Paulista. Campeão Paulista, da Libertadores e do Mundial, o jogou não esconde o sentimento que tem pelo clube e esse carinho é tão grande que é capaz de fazê-lo jogar de graça no clube do Morumbi.

Roberto Junior
Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Crédito: Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

LEIA MAIS
CICINHO DETONA JOGADORES ATUAIS DA SELEÇÃO: “SÓ PENSAM EM SELFIES E CABELO”
CICINHO DIZ QUE FALCÃO FOI INJUSTIÇADO NO SÃO PAULO: “TINHA TUDO PRA DAR CERTO”

Convidado do programa Bola da Vez, da ESPN, Cicinho contou que com sua carreira conseguiu fazer sua vida financeira e assim deixar tranquilo para jogar no São Paulo.

“Jogaria (de graça). Sem sombra de dúvidas e minha carreira já foi muito abençoada, por que não?”, contou, ao complementar falando se teria condições técnicas de jogar no São Paulo “É difícil falar, nunca pensei em parar de jogar futebol. Me sinto competitivo ainda apesar da minha lesão no joelho, apesar dos meus três anos de Turquia onde não é um futebol muito visto, mas me sinto competitivo e muito que dar ainda”, completou.

Cicinho ainda contou o que faz sentir tanto carinho pelo São Paulo, onde afirmou o clube sempre deu uma atenção especial para ele e que mesmo que não tivesse ganho nada no time ainda sentiria a paixão que tem hoje.

“Você cria um carinho pelo clube como fui tratado independentemente de vitórias e derrotas. Se eu tivesse saído do São Paulo e não tivesse ganho títulos, eu iria ser grato como estou sendo hoje. Porque sempre fui bem recebido, sempre cuidaram do meu extracampo, sempre cuidaram de mim como profissional, como atleta, como pessoa e sem sombra de dúvidas que vivi meus melhores momentos ali. E o torcedor sempre me acolheu muito bem, independentemente de fase ruim ou boa”, disse para depois completar para que time torcida na infância. “Eu torcia para o Botafogo, de Ribeirão Preto. Eu cresci ali.. Raí, Boiadeiro, Sócrates, Bordon”, finalizou.